Assembleia da República

Paulo Portas confronta primeiro-ministro com desemprego


 

Lusa / AO online   Economia   4 de Dez de 2009, 10:26

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, confrontou esta sexta-feira o primeiro-ministro com o aumento do desemprego em Portugal, ironizando que os 10,2 por cento de desempregados configuram um “terramoto social à escala de José Sócrates”.
No debate quinzenal com o primeiro-ministro, Paulo Portas acusou José Sócrates de ignorar o desemprego que, de acordo com o Eurostat atingiu os 10,2 por cento, e exigiu medidas de apoio aos casais desempregados e aos mais velhos em risco de ficar sem emprego e sem subsídio.

“Em cada 100 jovens, 20 não encontram emprego. O desemprego em Portugal é um terramoto social de 10,2 à escala de José Sócrates. Como é que é possível ter dito que a sua política estava a funcionar?”, questionou.

O primeiro-ministro, José Sócrates, frisou que a subida do desemprego em Portugal é “igual à subida do desemprego em toda a Europa”, na sequência de uma “crise séria”, e disse que a criação de emprego “é a prioridade das prioridades”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.