Orçamento de 2012 reforça saúde com 22 milhões de euros

Orçamento de 2012 reforça saúde com 22 milhões de euros

 

Lusa/Aonline   Regional   8 de Nov de 2011, 18:17

 O secretário regional da Saúde, Miguel Correia, afirmou hoje que o reforço das verbas para este setor na proposta de Orçamento Regional para 2012, no valor de 22 milhões de euros, visa reduzir o défice dos hospitais dos Açores.

"Evidentemente que este reforço nas receitas dos hospitais implica um compromisso na diminuição dos custos e no aumento da produtividade e da eficiência dos hospitais", frisou Miguel Correia, recordando que os 22 milhões de euros não chegam para cobrir os 47 milhões de euros de défice dos três hospitais do arquipélago.

Miguel Correia, que falava aos jornalistas depois de ter sido ouvido na Comissão de Assuntos Sociais da Assembleia Legislativa dos Açores no âmbito das audições sobre as propostas de Plano e Orçamento para 2012, salientou que estas verbas vão reforçar a "capacidade financeira" dos hospitais, mas frisou a importância da contenção de custos e de uma gestão adequada dos recursos.

Nesse sentido, recordou que estão em curso medidas de contenção de custos nos hospitais açorianos e também medidas de "aumento dos proveitos e das receitas", tendo como objetivo atingir o "equilíbrio das contas" no setor da saúde.

"O objetivo deste reforço é trabalharmos para que em 2012 consigamos ter um orçamento devidamente equilibrado e sustentado, que traga segurança ao setor da Saúde", frisou.

Miguel Correia, que já admitiu no parlamento a existência de uma dívida de 600 milhões de euros no Serviço Regional de Saúde, recusou-se hoje a contabilizar o valor da dívida, garantindo apenas que ela está "devidamente calendarizada e contratualizada".

Na sua perspetiva, seria "impensável de um momento para o outro pagar a dívida" da saúde nos Açores, acrescentando que o objetivo é "não aumentar o endividamento líquido".

"Parece-me um erro tentar contratualizar novos empréstimos, até porque no mercado não vamos conseguir melhores condições do que aquelas que temos atualmente nos empréstimos já realizados", afirmou.

Miguel Correia destacou ainda o aumento dos investimentos na saúde em 2012, num montante de cerca de 10 milhões de euros, para a construção do novo Hospital de Angra do Heroísmo, dos centros de saúde da Graciosa, Madalena e Ponta Delgada e da remodelação do Hospital da Horta.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.