Obama diz que "está na hora" de ONU anunciar sanções contra a Síria


 

Lusa/AO online   Internacional   21 de Set de 2011, 16:57

O Conselho de Segurança das Nações Unidas deve aplicar sanções contra o regime sírio e "apoiar o povo da Síria", disse o Presidente dos EUA, Barack Obama, perante a Assembleia Geral da ONU.
"Os Estados Unidos já impuseram fortes sanções contra os líderes sírios", disse Obama, referindo-se a medidas aplicadas por Washington em resposta à repressão das manifestações contra o regime do Presidente Bachar al-Assad, em que já morreram mais de duas mil pessoas, segundo organizações de direitos humanos.

“Enquanto estamos aqui reunidos, homens, mulheres e crianças estão a ser torturados, detidos e assassinados pelo regime sírio. Milhares foram mortos, muitos no mês sagrado do Ramadão”, disse o Presidente dos EUA.

“Para bem da Síria – e da paz e da segurança mundiais – devemos falar a uma só voz”, acrescentou Obama. “Não há desculpas para a inacção Está na hora de o Conselho de Segurança das Nações Unidas aplicar sanções contra o regime sírio.”

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.