Saúde

Número de vítimas de malária caiu 25 por cento em dez anos


 

Lusa/AO online   Internacional   13 de Dez de 2011, 11:44

Cerca de 655 mil pessoas morreram em 2010 vítimas de malária, uma redução de 25 por cento face a 2000, quando o objectivo traçado era de 50 por cento, revelam estimativas da Organização Mundial da Saúde.
O Relatório Mundial da Malária 2011, apresentado em Genebra, reúne dados de 106 países onde a malária é endémica, 99 dos quais ainda têm transmissão da doença.

O documento estima que em 2010 tenha havido 216 milhões de casos de malária, 81 por cento dos quais na região de África, e que 3,3 mil milhões de pessoas estejam em risco de infecção Destes, 2,1 mil milhões estão em zonas de risco reduzido (menos de um caso registado por mil habitantes) e 1,2 em regiões de alto risco, a maioria dos quais em África (47 por cento) e Sudeste Asiático (37 por cento).

O número de mortos é estimado em 655.000, 91 por cento dos quais em África e 86 por cento dos quais entre crianças com menos de cinco anos.

Este valor representa uma diminuição de 5 por cento face a 2009 e de 25 por cento face a 2000, o que fica aquém dos objectivos estabelecidos na Assembleia Mundial da Saúde em 2005. Nesse ano, os países estipularam como meta uma redução para metade das mortes por malária em 2010 face a números de 2000.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.