Músico e enólogo juntam-se para lançar disco dedicado ao vinho


 

Lusa/Ao online   Nacional   8 de Dez de 2018, 20:35

O músico franco-brasileiro Pierre Aderne e o enólogo e produtor de vinhos Dirk Niepoort lançaram um disco intitulado Wine Album, com dez canções, que só será vendido em garrafeiras de 40 países e com um de quatro vinhos exclusivos.

A ideia desta aliança entre a música e o vinho nasceu quando ambos "bebiam um Porto de meia idade, a contemplar os socalcos do Douro" na propriedade de Dirk Niepoort, a Quinta de Nápoles, refere a informação institucional enviada à agência Lusa.

O enólogo confirmou a informação e também que o projeto viajou pouco dias depois com Pierre Aderne para Nova Iorque e para "um apartamento alugado" na cidade norte-americana, em Greenwich Village, com o intuito de o transformarem num disco.

Juntaram-se a eles 12 músicos e "ali ficaram duas semanas, vivendo em comunidade" e a compor, cozinhar, cantar, abrir garrafas e gravar com Hector Castillo, um produtor que já venceu oito Grammy, os prémios norte-americanos anualmente atribuídos a músicos e outros profissionais do sector.

"Fiz de sommelier e de cozinheiro", contou Dirk Niepoort à Lusa, para depois afirmar que aquele tempo em Nova Iorque "foi muito giro e até relaxante" e teve "muita conversa filosófica".

O Wine Album veio a ser finalizado num estúdio de Lisboa, reúne dez temas inéditos de forte influência lusófona, pois inclui fado, morna e bossa-nova, e Dirk Niepoort disse que "vai sair para o mercado daqui a uma ou duas semanas", na companhia de dois vinhos do Douro, um tinto e um branco, outro da Bairrada e um vinho verde.

O disco começará por ser comercializado em "sete garrafeiras" portuguesas e depois, "numa segunda fase", avançará para outros países, "a começar pela Alemanha, onde já foi feio um concerto", referiu ainda Dirk Niepoort.

Mentor musical desta parceria, Pierre Aderne tem o seu nome ligado ao projeto Ruas das Pretas, definido como "uma festa de amigos, de vinho e de música", no qual participou já Dirk Niepoort, entre vários outros enólogos e produtores de vinhos portugueses.

O enólogo gostou da experiência com Aderne, admitindo que a mesma poderá repetir-se, e não poupa elogios ao Wine Album, porque "tem coisas fantásticas" de intérpretes como a fadista Liliana Macedo, a cabo-verdiana Maria Inês Paris e o brasileiro Fred Martins, além do próprio Pierre Aderne.

Para este projeto, Dirk Niepoort contribuiu com ideias e com vinhos criados por si, explicando que cantar ou tocar não estão entre as suas competênciaas. Entre esses vinhos contam-se um verde e um da Bairrada com a marca Nat'Cool.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.