Mulher sequestrada libertada graças à ajuda de amigos


 

Lusa/AO online   Nacional   12 de Out de 2009, 12:05

A mulher que terá alegadamente sido mantida sob sequestro no Patacão, Faro, foi libertada graças à ajuda de amigos que interpelaram uma pessoa que passava na rua e lhe pediram para ligar às autoridades.

A mulher, de cerca de 20 anos, terá sido retida em casa alegadamente pelo namorado que, segundo os vizinhos, a drogava e obrigava a prostituir-se.

 

Segundo apurou a agência Lusa, o alegado sequestrador ainda se encontrava às 12:00 dentro da residência com as autoridades, tendo a mulher sido já libertada e conduzida ao hospital para observação.

 

A mulher terá conseguido comunicar através de telemóvel com amigos sem que o sequestrador se apercebesse - já que falam línguas diferentes -, dando-lhes indicações sobre o local em que se encontrava.

 

Os amigos dirigiram-se para a zona indicada e cerca das 9:00 locais  interpelaram Abílio Góis, que passava na rua, pedindo-lhe que contactasse as autoridades já que não se conseguiam exprimir perfeitamente em português.

 

Abílio Góis critica o comando geral da GNR, que diz ter demorado "mais de meia hora" a pedir dados e só depois decidiu enviar uma patrulha da GNR de Faro ao local do sequestro, o número 59 da principal rua do Patacão.

 

Ainda de acordo com vizinhos, o alegado sequestrador é conhecido como sendo traficante de droga e desconfia-se que possua armas em casa.

 

No local encontram-se elementos da GNR e da Polícia Judiciária a apurar as circunstâncias do sucedido.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.