'Missão reciclar" vai visitar dois milhões de lares de 200 concelhos do país

'Missão reciclar" vai visitar dois milhões de lares de 200 concelhos do país

 

Lusa/AO online   Nacional   21 de Dez de 2013, 17:24

Dois milhões de lares de 200 concelhos do país vão receber a visita de uma equipa da Sociedade Ponto Verde, no âmbito de uma ação de sensibilização que visa aumentar a taxa de reciclagem no país.

A Missão Reciclar é um projeto que pretende “capacitar a população com ecopontos domésticos, para que possam separar os seus resíduos em casa”, explicou  o diretor-geral da Sociedade Ponto Verde, Luís Veiga Martins.

Para isso, irão ser entregues mais de 340 mil ecopontos domésticos para que os portugueses cumpram a sua “missão cívica” de separar os resíduos de embalagens para que sejam encaminhados para reciclagem.

De acordo com os estudos que têm vindo a ser feitos desde 2005 pela Sociedade Ponto Verde, chegou-se à conclusão de que “existem barreiras físicas” que levam a que as pessoas não separem o lixo, sendo uma delas “não existir um recipiente no lar”, adiantou Luís Veiga Martins.

O estudo “Hábitos e Atitudes face à separação de resíduos domésticos” revela que 69% dos lares portugueses fazem regularmente a separação de embalagens usadas.

“A Missão Reciclar tem como objetivo alterar este número”, convertendo todos os que ainda não reciclam em separadores totais (que separam todos os tipos de embalagens) e clarificando as regras de reciclagem a todos os que reciclam, disse o responsável.

Ter o ecoponto doméstico em casa já é “uma fonte de motivação para que possam iniciar a separação de resíduos em sua casa”, acrescentou.

Nos primeiros nove meses do ano, a Sociedade Ponto Verde encaminhou para reciclagem, ao nível do fluxo urbano (origem doméstica), 273.651 toneladas de resíduos de embalagens, mais seis por cento em relação ao período homólogo do ano passado, segundo dados enviados à Lusa.

O plástico (50.309 toneladas recolhidas) e o metal (17.341 toneladas) foram os materiais que tiveram um maior aumento de reciclagem nos primeiros nove meses do ano, com uma subida de 27 e 25,4 por cento, respetivamente, comparativamente a idêntico período de 2012.

O vidro, com 132.983 toneladas, teve um aumento de dois por cento face ao período homólogo do ano passado.

Em contrapartida, a madeira (1.967 toneladas) foi o resíduo menos enviado para reciclagem, tendo registado, no mesmo período, um decréscimo de 39%.

“Apesar da atual conjuntura económica e social, nos primeiros meses do ano assistiu-se a um crescimento muito positivo das quantidades de resíduos de embalagens”, refere a entidade.

“Este ano vamos novamente crescer praticamente em todos os materiais, o que é a confirmação de que há cada vez mais pessoas a aderir a esta causa e a contribuir para que Portugal continue a cumprir as metas de reciclagem”, acrescentou Luís Veiga Martins.

Com a Missão Reciclar, a Ponto Verde pretende atingir as metas propostas no novo Plano Estratégico dos Resíduos Urbanos (PERSU 2020).

Desde a sua criação, em 1996, a Sociedade Ponto Verde já encaminhou para reciclagem mais de seis milhões de toneladas de resíduos de embalagens, o equivalente ao peso de três Pontes Vasco da Gama.

A Sociedade Ponto Verde é a entidade (privada) que gere o sistema integrado de recolha e tratamento de resíduos de embalagens em Portugal.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.