Mil milhões de pessoas sofrem de doenças tropicais


 

Lusa/AO online   Internacional   14 de Out de 2010, 18:17

Cerca de mil milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de doenças tropicais que, apesar dos esforços globais para as controlar, ainda ameaçam a saúde de milhões de pessoas, alertou esta quinta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS).
Num relatório divulgado esta quinta-feira, aquela agência avisou que ainda há enfermidades como a doença de Chagas (muito comum na América Latina) ou a elefantíase, que prevalece em alguns países, especialmente os mais pobres, e piora a qualidade de vida dos seus habitantes.

Apesar de, desde 2003, os Governos, as farmacêuticas e as organizações se “terem consciencializado” do efeito destas doenças na saúde pública, a sua existência frustra a possibilidade da concretização de alguns dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) relacionados com a saúde, denuncia a OMS.

“São precisos esforços globais para controlar estas doenças ‘ocultas’, como é o caso da lepra ou da elefantíase, entre muitas outras”, lê-se no relatório.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.