Açoriano Oriental
Euro2024
Martínez rejeita fazer muitas mudanças na Bósnia

O selecionador Roberto Martínez disse hoje que irá “tentar fazer o mínimo de mudanças” no ‘onze’ de Portugal, na Bósnia-Herzegovina, para a qualificação do Euro2024 de futebol, reforçando que o objetivo é vencer o Grupo J.

Martínez rejeita fazer muitas mudanças na Bósnia

Autor: Lusa /AO Online

“Para nós, é importante seguir com o mesmo foco e ganhar o grupo, que é o objetivo. Depois, precisamos de fazer mudanças, dar frescura e, agora, temos informação para ver se precisamos de muitas mudanças ou não. A ideia é continuar como fizemos no estágio de setembro e tentar o número mínimo de mudanças”, explicou o técnico espanhol, na conferência de imprensa de antevisão do encontro da oitava jornada.

Roberto Martínez deixou claro que “fazer mudanças por fazer não tem sentido” e que a ideia passa por “seguir a linha do trabalho” realizado.

Na segunda-feira, em Zenica, a equipa das ‘quinas’, que já garantiu o apuramento para o Euro2024, depois do triunfo diante da Eslováquia (3-2), na sexta-feira, no Dragão, irá encontrar um ambiente hostil, mas, para Martínez, será “um desafio”, até porque para os anfitriões o jogo é uma “final”.

“É um desafio, [o estado da] relva, a chuva e a temperatura. Acho que uma equipa ganhadora precisa de ter estes desafios para mostrar uma imagem, para se poder adaptar. Amanha [segunda-feira] é uma final para Bósnia na fase de qualificação, num ambiente muito forte e precisamos de equilibrar ou igualar o nível emocional desta Bósnia, que tem um novo treinador. Vamos ver a melhor Bósnia”, perspetivou.

Depois, o selecionador de Portugal falou das individualidades dos bósnios, que seguem no quarto posto da ‘poule’, com nove pontos, que, na sua opinião, não espelham a qualidade da equipa.

“Agora têm uma estrutura diferente, uma ideia diferente, os jogadores são os mesmos, mas a Bósnia vale mais do que aquilo que mostram os resultados. Têm jogadores como o Pjanic, o Dzeko, que esteve no top-3 de pontas de lança na época passada, o Kolasinac e jogadores jovens com potencial”, detalhou.

Por fim, foi questionado sobre as exibições e a influência de Bruno Fernandes na equipa portuguesa, pela qual já leva sete assistências e quatro golos nesta fase de apuramento.

“Um jogador que tem sete assistências só pode ser inteligente. Adapta-se às qualidades dos companheiros, dá muita flexibilidade tática e ter um jogador como o Bruno é um sonho. Tem uma visão que é de qualidade superlativa e, depois, gosto muito do trabalho sem bola. Adaptou-se a muitas posições e é jogador chave para nós”, elogiou.

Após sete rondas, a equipa lusa já está apurada e continua totalmente vitoriosa no Grupo J, liderando com 21 pontos, mais oito do que a Eslováquia, segunda classificada. O Luxemburgo é terceiro, com 11, seguido de Bósnia, com nove, e Islândia, com sete. O Liechtenstein segue ainda sem pontos.

Os dois primeiros lugares do agrupamento dão acesso direto à fase final do próximo Europeu, que vai decorrer na Alemanha.

O Bósnia-Portugal está agendado para as 20:45 locais (19:45 em Lisboa) de segunda-feira e terá arbitragem do turco Halil Umut Meler.

Em novembro, Portugal fecha a fase de apuramento com uma deslocação ao Liechtenstein e a receção à Islândia.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados