Mariza inicia digressão por 15 palcos norte-americanos

Mariza inicia digressão por 15 palcos norte-americanos

 

Lusa/ AO online   Nacional   3 de Out de 2007, 11:05

A fadista Mariza, nomeada este ano para um Grammy Latino, inicia sexta-feira, em Nova Iorque, uma digressão por 15 palcos norte-americanos.
     A digressão norte-americana começa em Schenecyady (Nova Iorque) no Proctor's Theatre, dia 05, e "terá um dos seus pontos altos" em Los Angeles no Walt Disney Concert Hall, disse à Lusa fonte da sua produtora.

    Para o espectáculo no Walt Disney Concert Hall, que encerra esta digressão norte-americana dia 28, o arquitecto Frank Gehry desenhou um cenário que se inspira nas tradicionais tabernas portuguesas.

    Nesta digressão a criadora de "Cavaleiro monge" (Fernando Pessoa/Mário Pacheco) optou por "uma postura mais intimista" ao fazer-se acompanhar apenas por guitarra portuguesa, guitarra clássica, viola-baixo e percussão.

    Os músicos serão, respectivamente, Luís Guerreiro, António Neto, Vasco de Sousa e João Pedro Ruela.

    “Por outro lado, os temas que serão apresentados têm arranjos novos, o que é também uma especificidade desta digressão”, disse a mesma fonte.

    De Schenectady, a fadista viajará até New Bedford (Massachussets) onde actua dias 06 e 07 no Zeiterion Theatre.

    Dia 09 a intérprete de "Desejos vãos" (Florbela Espanca/Tiago Machado) actua no Music Center em Strathmore, North Bethesda (Maryland) e no dia seguinte em Hampton (Vírginia) no American Theatre.

    Dia 12 Mariza regressa ao palco principal do Carnegie Hall, em Nova Iorque, onde tem actuado com regularidade nos últimos anos.

    No dia seguinte a voz de "Transparente" (Pedro Campos) faz-se ouvir no Auditório Pollak em West Long Branch (Nova Jérsia).

    Dia 16 Mariza e o seu grupo de músicos estarão em Chicago (Illinois), a terceira maior cidade dos Estados Unidos.

    No dia seguinte a intérprete de "Há palavras que nos beijam" (Alexandre O'Neil/Mário Pacheco) actua no Orchestra Hall em Detroit (Michigan) seguindo para Houston (Texas) onde subirá, dia 19, ao palco do Jones Hall.

    Ainda no Estado do Texas, a fadista actua dia 20 no McFarlin Auditorium, em Dallas.

    Já na recta final desta sua digressão por terras norte-americanas, Mariza chega ao Estado da Califórnia onde tem previsto quatro espectáculos.

    Dia 23 no Zellerbach Hall na Universidade de Berkeley, dia 24 no Jackson Hall, em Davis, dia 27 no Segerstrom Concert Hall, em Costa Mesa, e, finalmente dia 28 no Disney Concert Hall, em Los Angeles.

    Ao longo da sua carreira de cerca de 10 anos, Mariza tem sido distinguida com vários galardões, nomeadamente o First Award - Most Outstanding Performance no Festival do Quebeque (2002), dois Deutscheschalplatten pela crítica alemã pelos seus álbuns "Fado em mim" (2001) e "Fado curvo" (2003), o European Border Breakers Award, no MIDEM em Cannes, em 2004 e, em 2005, o Prémio Amália Rodrigues Internacional.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.