Açoriano Oriental
Covid-19
Mais de 7.800 mortes e 189.680 infeções em todo o mundo

O novo coronavírus matou pelo menos 7.813 pessoas em todo o mundo desde seu surgimento em dezembro passado, segundo um relatório compilado hoje pela agência noticiosa AFP através de fontes oficiais.

article.title

Foto: EPA
Autor: Lusa/AO Online

De acordo com os dados, mais de 189.680 casos de infeção foram comunicados em 146 países e territórios desde o início da epidemia.

No entanto, alerta a AFP, esse número de casos diagnosticados reflete apenas imperfeitamente a realidade, com um grande número de países a testarem agora apenas as situações que requerem atendimento hospitalar.

Desde a contagem realizada na segunda-feira às 17:00, ocorreram até à mesma hora de hoje 806 novas mortes e 14.159 novos casos foram registados em todo o mundo.

Os países com mais mortes nas últimas 24 horas foram a Itália, com 345 novos óbitos, seguida pela Espanha (mais 182) e pelo Irão (mais 135).

A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia eclodiu no final de dezembro, totalizou até agora 80.881 casos, incluindo 3.226 mortes e 68.869 recuperações. Foram anunciados 21 novos casos e 13 novas mortes entre segunda-feira e hoje.

Em outras partes do mundo, às 17:00 havia um total de 4.587 mortes (793 novas) para 108.805 casos de infeções (14.138 novos).

Os países mais afetados depois da China são a Itália, com 2.503 mortes para 31.506 casos, o Irão, com 988 mortes (16.169 casos), a Espanha, com 491 mortes (11.178 casos) e a França com 148 mortes (6.633 casos).

Desde segunda-feira, Malásia, Brasil e República Dominicana anunciaram as primeiras mortes relacionadas a vírus e o Benim anunciou o diagnóstico dos primeiros casos.

Esta avaliação foi realizada usando dados recolhidos pelos escritórios da Agence France-Presse AFP) das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje número de casos confirmados de infeção para 448, mais 117 do que na segunda-feira, dia em que se registou a primeira morte no país.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.