Mais de 19 mil deslocados devido a erupção vulcânica na Indonésia

Mais de 19 mil deslocados devido a erupção vulcânica na Indonésia

 

Lusa/AO online   Internacional   31 de Dez de 2013, 09:20

Mais de 19 mil pessoas tiveram de ser retiradas das suas casas na ilha de Samatra, no oeste da Indonésia, por causa do vulcão Sinabung, há vários meses em erupção, indicaram fontes oficiais.

 

O Monte Sinabung, no norte da ilha de Samatra, lançou esta noite pedras e colunas de cinza de até 7.000 metros de altitude, detalhou o porta-voz do Conselho Nacional para a Gestão de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho.

No seu mais recente boletim, o organismo informa que 19.126 pessoas, ou 5.979 famílias, foram realojadas em 31 centros de abrigo criados pelo governo local.

“O Monte Sinabung encontra-se, desde o dia 24 de novembro, no estado ‘Awar’, o nível de alerta 4 [o mais elevado], pelo que aconselhamos que seja evitada qualquer atividade num raio de quilómetros da cratera”, disse Sutopo Purwo Nugroho.

Na mesma nota, o porta-voz refere que a zona de risco tem vindo a ser patrulhada por polícias e militares para retirar os moradores que recusam abandonar as suas casas.

O Sinabung ‘acordou’ em setembro pela primeira vez desde 2010, após ter estado adormecido durante quase um século.

A Indonésia assenta no chamado “anel de fogo” do Pacífico, uma zona de forte atividade sísmica e vulcânica, albergando mais de 400 vulcões, dos quais pelo menos 129 continuam ativos e 65 estão qualificados como perigosos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.