Açoriano Oriental
Laboratórios e fisioterapeutas contestam novo modelo de reembolsos e convenções
Os laboratórios de análises clínicas dos Açores dizem ser impossível manter portas abertas com o novo modelo de convenções com privados e de reembolsos na saúde apresentado pelo Governo Regional.

Autor: Lusa/AO online

"A aplicação desta medida trará inevitavelmente o fecho dos laboratórios", afirmou João Pedro Freitas, em nome dos laboratórios de análises clínicas dos Açores.

"É impensável que um laboratório se possa manter em atividade ao longo do tempo numa expetativa de poder aparecer algum serviço que será convencionado com qualquer unidade de saúde, que só pode aparecer quando estiver completamente esgotada a capacidade pública", afirmou João Pedro Freitas.

Nos Açores, existem 11 laboratórios de análises clínicas, cinco em São Miguel, quatro na ilha Terceira e dois no Faial que, segundo o responsável, "ficam todos em risco de sobrevivência".

João Pedro Freitas lembrou que, nos últimos três anos, o Serviço Regional de Saúde baixou a despesa com os laboratórios em cerca de 50% devido à tabela de preços que vigora desde então.

"Em 2011, foi assinada uma nova convenção em que houve uma baixa significativa mas manteve-se as condições de trabalho para os laboratórios, embora já se tenha notado uma internalização dos doentes dos centros de saúde para os hospitais. Agora, com esta internalização compulsiva, é claro que não sobra praticamente trabalho nenhum para os laboratórios", afirmou.

Também a Comissão Representativa dos Fisioterapeutas e Terapeutas da Fala nos Açores anunciou que vai elaborar uma contraproposta de convenções entre as unidades privadas e o Serviço Regional de Saúde por discordar do modelo proposto pelo Governo Regional.

"Enquanto que nas convenções não se especifica o limite de tratamento que a pessoa poderá fazer, em relação aos reembolsos há esse limite e o reembolso é muito menor. Portanto, o doente, se escolher o seu fisioterapeuta ou a sua clínica, vai ser reembolsado com muito menos dinheiro", disse Conceição Gomes, que faz parte daquela comissão.

Até agora, explicou, a maioria das clínicas ou dos profissionais da fisioterapia em São Miguel trabalhava com o sistema de reembolsos, sendo que na ilha Terceira existem alguns casos de convenções.

 

PUB
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.