Ilhéu de Vila Franca deixa fortes lembranças em turista brasileiro


 

Olivéria Santos   Regional   24 de Ago de 2008, 12:07

A viver há três anos em Lisboa e natural de Minas Gerais, Brasil, Marcelo Pereira da Silva diz ter ficado encantado com a beleza e a humildade das pessoas de São Miguel. Foi a primeira vez que esteve nos Açores, mas já garantiu que pretende comprar uma casa na ilha logo que a vida o permita
Depois de três anos em Portugal, é a primeira vez que vem aos Açores. Qual é a sua impressão da ilha?
Uma maravilha. Fiquei a conhecer coisas lindas e pessoas maravilhosas. Adorei todas as paisagens naturais. Estou neste momento a preparar-me para ir embora e estou sem vontade de voltar para Lisboa. Aconteceram-me, nos Açores, muitas coisas maravilhosas que nunca pensei que fossem acontecer e estou mesmo com muita pena de ter que regressar.
Durante estas duas semanas de que foi que mais gostou?
Das pessoas. São tão humildes, naturais e meigas. Num balanço geral eu posso garantir que “amei” estar aqui e é com toda a certeza que afirmo que vou voltar todos os anos.
Quais os motivos que o fizeram vir aos Açores?
Conheci a minha namorada em Lisboa que é natural de São Miguel. Vim cá para conhecer a terra natal dela e a família. Depois destas duas semanas maravilhosas, já falei com ela para comprarmos cá uma casa e mudarmo-nos para São Miguel, pois fiquei mesmo muito encantado com tudo. Neste momento é um sonho que gostaria de concretizar.
O que foi que conheceu em São Miguel?
Penso que vi tudo o que havia para ver. Estive nas Furnas, Sete Cidades, Nordeste, Caldeira Velha, Lagoa do Fogo, Ferraria, Mosteiros, Ilhéu de Vila Franca do Campo, as praias, as festas religiosas e muito mais.
De que gostou mais?
O ilhéu de Vila Franca do Campo, não sei se será por ter sido o primeiro sítio que conheci cá, marcou-me muito. Já tinha curiosidade em conhecer, por causa da telenovela Ilha dos Amores, mas depois de ver com os próprios olhos é muito mais lindo. Os Açores ganharam um fã incondicional.
Reparou em algum aspecto menos positivo?
Podem não acreditar, mas para mim foi tudo cem por cento perfeito.
Certamente, já fazia alguma ideia dos Açores, correspondeu às expectativas?
Eu tinha uma ideia totalmente diferente. A ilha de São Miguel superou totalmente as minhas expectativas e em alguns casos até me surpreendeu pela positiva.
Conheci cá pessoas muito especiais, que vão ficar no meu coração e que nunca as vou esquecer. A família da minha namorada também foi muito amável comigo, apoiaram-me muito e por isso estou muito feliz.

Ilhéu de Vila Franca é cartão postal

O ilhéu de Vila Franca do Campo sempre foi um dos sítios que Marcelo Pereira da Silva quis conhecer. Este brasileiro, a residir em Lisboa, conta que desde que viu as imagens na telenovela Ilha dos Amores ficou com curiosidade e muita vontade de conhecer São Miguel. Depois de duas semanas na ilha, Marcelo revela que o ilhéu “é como que um cartão postal dos Açores”. Este turista assegura que adorou todos os momentos passados na ilha, apesar de eleger o passeio ao ilhéu como o melhor dia que passou em São Miguel.

Lenda das Sete Cidades marca turista

A lenda da Lagoa das Sete Cidades encantou Marcelo Pereira da Silva, que confessa ter ficado “fascinado” com a história que contaram a propósito da formação da lagoa azul e da lagoa verde.
“Gostei imenso da saber da história daquele amor e das lágrimas que derramaram, é uma lenda que nunca vou esquecer”, comenta emocionado. Também toda a paisagem envolvente ajuda a não esquecer aquele local, adianta Marcelo, que classifica as Lagoas das Setes Cidades e do Fogo como sendo “únicas no mundo inteiro”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.