Açoriano Oriental
Ilha Graciosa abastecida com energia 100% renovável

A ilha Graciosa foi abastecida durante 75 dias, num período de 270 dias, através de energia 100% renovável, com um projeto pioneiro que permite a redução mensal de 400 toneladas de emissões de dióxido de carbono.

article.title

Foto: GaCS/JAR
Autor: Lusa/AO Online

O diretor operacional da Graciólica, Duarte Silva, referiu aos jornalistas que a central, sustentada por energia solar, eólica e termoelétrica, permite ainda uma poupança de 150 mil litros de diesel mensal.

Duarte Silva falava em Santa Cruz da Graciosa, à margem da apresentação do projeto Graciólica ao Governo dos Açores, que se encontra até sexta-feira em visita oficial à ilha.

O especialista explicou que as várias componentes energéticas estão ligadas entre si através de uma sistema de gestão de energia, por via do armazenamento num sistema de baterias, que produz eletricidade para o sistema abastecedor da Empresa de Eletricidade dos Açores.

Duarte Silva referiu que o sistema de baterias, cuja gestão é feita através de um ‘software’ específico, permite gerir os défices de produção e consumo, atingindo-se, em média, com o projeto Graciólica, 65% por cento de penetração de renováveis no sistema elétrico.

Este projeto foi apoiado pelo Governo dos Açores em 4,5 milhões de euros a título de fundo perdido e 2,9 milhões reembolsáveis.

A Empresa de capitais dinamarquês Howard Scott, proprietária do Graciólica, após uma longa fase de testes, encontra-se a produzir energia para a Empresa de Eletricidade dos Açores, desde agosto de 2019.

O projeto foi hoje visitado pelo presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, no âmbito da deslocação oficial à Graciosa, tendo este considerado que este projeto integra a estratégia do executivo para a transição energética.

Vasco Cordeiro disse que, “nos últimos dez anos, a região registou um crescimento de dez pontos percentuais (de 28 para 38) em termos de produção de energia a partir de fontes renováveis.

O líder do executivo açoriano anunciou que se pretende implementar na Graciosa, aproveitando as potencialidades do Graciólica, uma iniciativa que “fará desta uma ilha modelo no que diz respeito à utilização sustentável de recursos naturais”, através da implementação de um projeto piloto relacionado com a mobilidade elétrica.

A solução vai integrar transportes públicos como autocarros, táxis, a par de “soluções inovadores no turismo”, através da disponibilização de veículos e bicicletas elétricas para as empresas que operam no setor, no âmbito de uma parceira com a Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.