Educação

Hoje também é dia de avaliar a ministra

Hoje também é dia de avaliar a ministra

 

Lusa/AO Online   Nacional   30 de Dez de 2009, 15:57

O secretário-geral da FENPROF garantiu que os docentes "não vão ficar reféns" da proposta do Governo para o estatuto dos professores e considerou ser hoje o dia de se saber se a ministra vai ter o seu "primeiro fracasso".

"Este poderá ser o primeiro grande fracasso porque eu lembro-me que vi a senhora ministra afiançar na televisão que tinha a certeza de que ia chegar a acordo porque 'sabia fazer'. Hoje vamos tentar perceber o que é o 'saber fazer' da senhora ministra", Isabel Alçada, disse Mário Nogueira à entrada para a última ronda negocial com o Ministério da Educação no âmbito da revisão em curso da carreira e da avaliação docente.

O dirigente da Federação Nacional dos Professores sublinhou que a estrutura que representa apenas quer que os professores "consigam recuperar uma carreira que dignifique o exercício da profissão" e recordou que se mantém contra a existência de quotas na avaliação de desempenho e de mecanismos de restrição (vagas) à ascensão dos professores avaliados com "Bom".

Mário Nogueira apontou ainda que as organizações sindicais têm cedido nas suas posições, enquanto o Governo "não cedeu em nada".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.