Festas da Praia arrancam hoje com campanha de sensibilização ambiental

Festas da Praia arrancam hoje com campanha de sensibilização ambiental

 

Lusa/AO Online   Regional   2 de Ago de 2019, 16:30

O município da Praia da Vitória vai promover a utilização de copos reutilizáveis nas Festas da Praia, que decorrem entre esta sexta-feira e dia 11 de agosto e têm como cabeças de cartaz Armandinho e Gavin James.

“Adquirimos uma quantidade razoável de copos, que são personalizados com o logótipo das Festas da Praia. Os copos vão ser vendidos nos bares a 50 cêntimos e a pessoa pode reutilizar o copo e levá-lo para casa, porque o copo é seu. Isso dá-nos a sensação de que vamos reduzir bastante na produção de lixo”, adiantou, em declarações à agência Lusa, o vice-presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Carlos Armando Costa.

Tal como em outros concelhos do país, na Praia da Vitória as ruas da cidade e o recinto dos espetáculos enchiam-se de copos de plástico descartáveis durante as festas.

“Na zona dos espetáculos, o chão ficava todo coberto com copos. Mesmo que se faça um reforço de baldes de lixo, as pessoas não estão habituadas a procurar um balde de lixo. Isto é uma sensibilização que acho que muda com a mudança de gerações”, salientou Carlos Armando Costa, admitindo que haja alguma resistência por parte dos vendedores de bebidas nas festas.

Este ano, o cartaz musical das Festas da Praia é mais internacional, com nomes como os brasileiros Armandinho e Vítor Kley, o irlandês Gavin James, o inglês Nik Kershaw, o angolano Bonga e o cabo-verdiano Djodje.

Atuam ainda os portugueses Capitão Fausto e Agir e os DJ Stereossauro, Jiggy, Smira, Ride, Insert Coin, Van Breda, SpitFyah e Sam Feldt, entre outros.

“O que nós pretendemos é que seja um leque de artistas variado, para abranger vários públicos”, salientou o vice-presidente do município.

Orçadas em cerca de 600 mil euros, com uma comparticipação de 236 mil euros do município, as Festas da Praia são um dos principais atrativos turísticos da Praia da Vitória e, embora o aparecimento de outros festivais no arquipélago tenha feito diminuir o número de jovens que procuram a cidade nesta semana, os emigrantes continuam a encher os hotéis.

“Temos informação de que todos os aviões de Boston e Oakland estão cheios, só que com algumas oscilações dos horários da SATA, que têm prejudicado um bocadinho. Mas vamos ter bastante gente. A hotelaria está toda cheia", avançou o autarca.

Segundo Carlos Armando Costa, a concessão dos espetáculos musicais pagos e da tourada de praça têm permitido reduzir os custos com a organização das festas.

“As empresas que exploram tiram proveito disso, mas para nós sai-nos muito menos dispendioso do que se fôssemos nós a explorar. Quando é a câmara a organizar, as pessoas têm outra atitude perante aquilo que pedem, quando é um particular têm outra margem para negociar”, apontou.

Durante dez dias, as Festas da Praia incluem ainda espetáculos musicais gratuitos, cortejos, touradas, artesanato, gastronomia e atividades desportivas, entre outras.

A Feira Gastronómica do Atlântico, que inclui restaurantes de várias partes do país, continua a ser, na opinião do autarca, um dos principais pilares das festas e este ano há uma aposta redobrada na gastronomia local.

“Falámos com o Paulo Rocha, que tem o catering Açores à Mesa, e com a Confraria da Alcatra da Ilha Terceira, que se vai juntar a ele, e vamos fazer um restaurante da gastronomia tradicional terceirense, com grande enfoque na alcatra. Haverá também demonstrações ao vivo de como se faz uma alcatra”, revelou o vice-presidente do município.

Estão previstas também demonstrações de confeção de pratos no espaço Venda Açoriana, promovido pela Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH) e pela Sociedade de Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA), onde estarão à venda cerca de 400 produtos oriundos das nove ilhas do arquipélago.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.