Executivo regional desafia empresários a aproveitarem acordos europeus para internacionalizar economia

Executivo regional desafia empresários a aproveitarem acordos europeus para internacionalizar economia

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   22 de Out de 2018, 11:16

O secretário regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas destacou esta segunda-feira, em Ponta Delgada, a importância de se aproveitarem os acordos comerciais europeus para a “internacionalização da economia açoriana”.

Rui Bettencourt, que falava na sessão de esclarecimento sobre o Acordo de Comércio Livre da União Europeia com o Canadá (CETA), que contou também com a presença do secretário regional da Agricultura e Florestas, afirmou citado em nota do gacs, que "o acordo de comércio entre a União Europeia e o Canadá vem trazer novas perspetivas para a exportação e internacionalização dos Açores, nomeadamente nos produtos lácteos, mas não só”.

Rui Bettencourt salientou que, depois de se terem realizado uma série de encontros com os açorianos para explicar o que é o acordo CETA, esta é a "altura de ver como é que as coisas estão a funcionar na prática e analisar todos os detalhes relacionados com este assunto".

No caso do acordo UE-Canadá, o governante sublinhou a particularidade da relação entre os Açores e o Canadá devido à Diáspora açoriana que “abre portas em termos comerciais”, adiantando que já demonstraram interesse pelo queijo, em particular, mas também em relação à carne.


Por seu lado, o secretário regional da Agricultura e Florestas afirmou que o CETA constitui um grande desafio para os empresários açorianos aumentarem a exportação, sobretudo de produtos lácteos certificados e obterem maiores ganhos, podendo posteriormente as indústrias pagar melhor.


“É verdade que as exportações da Região cresceram cerca de 9% no último ano. É um bom indicador. A grande maioria são produtos lácteos e, na verdade, há aqui uma oportunidade por via deste acordo, que tem a ver, desde logo, com o mercado da diáspora, que é de extrema importância”, salientou João Ponte, igualmente citado em nota do Gacs, acrescentando que importa também conquistar mercado junto da restante comunidade canadiana.


Além do leite, também os vinhos dos Açores são produtos com grande potencial para exportar para o Canadá, assegurando João Ponte que o Governo dos Açores está disponível para apoiar, dentro das regras definidas, a internacionalização da economia regional.
   


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.