OE2019:

Estudantes do interior vão poder deduzir mais no IRS

 Estudantes do interior vão poder deduzir mais no IRS

 

Lusa/Ao online   Nacional   14 de Out de 2018, 02:45

Os estudantes que frequentem estabelecimentos de ensino no interior do país vão poder deduzir à coleta do IRS até mil euros, mais 200 euros do que previa a situação atual, segundo a versão preliminar do Orçamento do Estado.

No artigo sobre benefícios fiscais aplicáveis aos territórios interiores, o Governo propõe que os estudantes do interior passem a ser beneficiados, de acordo com uma versão preliminar da proposta do Orçamento do Estado que esteve em debate no sábado no Conselho do Ministros e a que a Lusa teve acesso.

“No caso de estudantes que frequentem estabelecimentos de ensino situados em território do interior identificado na portaria a que se refere o n.º 6, é aplicável uma majoração de 10 pontos percentuais ao valor suportado a título de despesas de educação e formação a que se refere o n.º 1 do artigo 78.º-D do Código do IRS, sendo o limite global aí estabelecido elevado para € 1 000 quando a diferença seja relativa a estas despesas”, lê-se no documento.

O artigo 78 do Código do IRS define 800 euros como teto máximo para as despesas com educação e formação.

A novidade surge no capítulo dos benefícios fiscais, no artigo 41 B, que diz respeito a "benefícios fiscais relativos à instalação de empresas em territórios do interior".




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.