Durão Barroso pede a líderes europeus para "tirar o máximo partido" da economia digital

Durão Barroso pede a líderes europeus para "tirar o máximo partido" da economia digital

 

Lusa/AO Online   Economia   27 de Set de 2013, 19:05

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, pediu hoje aos líderes dos 28 Estados-membros mais empenho para "tirar o máximo partido" do mercado digital e fornecer um impulso ao crescimento económico e à criação de emprego.

Barroso emitiu este apelo através de uma carta enviada aos chefes de Estado e de governo da União Europeia (UE), onde assinala os temas principais que vão ser abordados no Conselho Europeu de 24 e 25 de outubro em Bruxelas.

O presidente da Comissão sublinhou que os serviços digitais e as telecomunicações são “vetores cruciais do crescimento e da produtividade em todos os setores da nossa economia”, mas sugeriu que “não estamos a tirar o máximo partido do potencial do nosso mercado único das telecomunicações e dos serviços em linha, setores em que a UE está a perder terreno face aos seus concorrentes internacionais”.

Por este motivo, os líderes vão discutir na próxima cimeira “a contribuição e inovação do mercado digital comum na recuperação da crise económica”, acrescentou o presidente do executivo comunitário.

Nesse sentido, Barroso exortou os líderes da UE a “alcançar rapidamente um acordo” sobre as propostas existentes para facilitar as ligações à banda larga de alta velocidade, os sistemas de pagamento e identificação eletrónicos e a gestão da propriedade intelectual em linha”.

O presidente da Comissão Europeia destacou a especial importância da nova normativa de proteção de dados, e disse estar confiante da sua aprovação pelo Parlamento Europeu antes do fim da atual legislatura.

Em paralelo, pugnou pela necessidade de investimentos na investigação e desenvolvimento para fomentar a criação de emprego e a competitividade, e “acelerar as reformas estruturais” nos sistemas nacionais para “alcançar os objetivos da área de investigação europeia”.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.