Duarte Lima já foi transferido de Caxias para a prisão da Carregueira

Duarte Lima já foi transferido de Caxias para a prisão da Carregueira

 

Lusa/AO Online   Nacional   26 de Abr de 2019, 13:22

Duarte Lima que esta sexta-feira se entregou no estabelecimento prisional de Caxias já foi transferido para a prisão da Carregueira, Sintra, para cumprir a restante pena de prisão a que foi condenado no processo Homeland, disse à Lusa fonte prisional.

O ex-deputado do PSD entregou-se hoje voluntariamente no estabelecimento prisional de Caxias, tendo sido poucas horas depois transferido para a prisão da Carregueira, onde, durante alguns dias, deverá ficar detido no setor de admissão, local onde os detidos permanecem para se adaptarem à reclusão.

Domingos Duarte Lima, de 64 anos, foi condenado em primeira instância, em novembro de 2014, a dez anos de cadeia, por burla qualificada e branqueamento de capitais, no processo BPN/Homeland, relacionado aquisição de terrenos no concelho de Oeiras para a construção do novo Instituto Português de Oncologia com um empréstimo do BPN.

Posteriormente, o Tribunal da Relação de Lisboa, em abril de 2016, reduziu a pena para seis anos de prisão.

Desde então, Duarte Lima apresentou vários recursos e reclamações para o Supremo Tribunal de Justiça e para o Tribunal Constitucional, mas a condenação acabou este ano por transitar em julgado.

O antigo líder parlamentar do PSD foi detido em novembro de 2011 e esteve em prisão domiciliária até abril de 2014, tempo que terá que ser descontado na pena de seis anos de cadeia.

Duarte Lima está ainda acusado no Brasil pelo homicídio a 07 de dezembro de 2009 de Rosalina Ribeiro, companheira do milionário português já falecido.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.