Aviação

Director-geral da TAP para o brasil confiante


 

Lusa/AOonline   Economia   28 de Nov de 2008, 10:23

A crise financeira internacional poderá ter algum impacto nas receitas da TAP, afirmou o director-geral da empresa para o Brasil, Mário Carvalho, mas mostrou-se confiante na possibilidade da questão se resolver.
“Prevemos um crescimento menor do que tem acontecido nos últimos anos por conta da crise, mas ainda assim um crescimento”, frisou.

    O director-geral da transportadora aérea portuguesa disse à Agência Lusa que apesar de possíveis prejuízos financeiros, as rotas e o número de voos serão mantidos.

    “Em termos de oferta, não vamos reduzir o número de voos. Nesta época antes do Natal há um decréscimo natural, mas acreditamos que as coisas se vão resolver e o fluxo continuará”, defendeu.

    Mário Carvalho afirmou que em 2009 a TAP vai tentar “consolidar” o que já conseguiu no Brasil.

    Relativamente à América Latina, Mário Carvalho indicou que a TAP está atenta “às oportunidades de mercado” ao mencionar o trabalho em conjunto com a TAM na Star Alliance.

    “O Brasil é uma grande aposta da TAP”, ressaltou Mário Carvalho à margem do Prémio Personalidade do Turismo do Ano de 2008, que recebeu no Rio de Janeiro.

    O título de personalidade do ano é conferido todos os anos pela Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV), a Folha de Turismo/Mercado & Eventos e a Associação Brasileira de Imprensa com o intuito de homenagear personalidades e empresas que contribuem para o crescimento do turismo do país.

    No sector das agências de turismo, este prémio é conhecido como o “Óscar do Turismo no Brasil”.

    Segundo a organização, Carvalho foi eleito após votação de mais de 4.000 integrantes do sector do turismo, sendo nomeado pelo "empenho e dedicação" ao desenvolvimento do turismo no Brasil.

    Carvalho disse ser “gratificante”, pois representa um “reconhecimento do trabalho que a TAP tem feito”, sublinhando que um dos objectivos é atrair mais turistas para o Brasil, principalmente para a região Nordeste.

    Segundo o director de Comunicação e Imagem da TAP, Francisco Guarisa, a escolha de Mário Carvalho como uma das personalidades a ser homenageada deve-se ao facto de ser “um profissional que ao longo dos anos procurou promover o turismo no Brasil e no Exterior”.

    “Actualmente é a empresa que mais voa do Brasil para a Europa. O nosso desafio para 2009 é reafirmar e consolidar essa posição”, indicou Guarisa.

    Em declarações à Lusa, Guarisa destacou que o brasileiro reconhece a companhia aérea “como uma empresa importante para transportá-lo para a Europa”, devido à proximidade da língua.

    “Hoje o brasileiro reconhece Portugal como um portal de entrada para a Europa, a proximidade da língua. Temos um novo Portugal que se apresenta ao Mundo, mais moderno e contemporâneo. Tudo isto cria uma sinergia grande entre os dois países. Um produto diferenciado que a TAP oferece”, disse a mesma fonte.

    Actualmente, a TAP é a maior companhia europeia em operação no Brasil, com 67 voos semanais entre oito capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza e Natal).

    O Brasil é responsável por 28 por cento das receitas da transportadora portuguesa neste ano.

    Os brasileiros representam quase metade dos passageiros transportados pela companhia aérea nas rotas para o Brasil.

    Em Outubro, a transportadora aérea portuguesa anunciou um prejuízo de 133 milhões de euros nos primeiros oito primeiros meses deste ano, apesar de um aumento de receitas de 18 por cento.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.