Açoriano Oriental
Debate de urgência sobre a SATA na agenda parlamentar nos Açores

A Assembleia Legislativa dos Açores realiza, na terça-feira, um novo debate de urgência sobre a reestruturação da SATA, por iniciativa do Bloco de Esquerda, que discorda das opções inscritas no documento já aprovado pela Comissão Europeia.

Debate de urgência sobre a SATA na agenda parlamentar nos Açores

Autor: Lusa/AO Online

Os bloquistas, que agendaram o debate para o último plenário antes das férias de verão, acusam o Governo Regional, liderado pelo social-democrata José Manuel Bolieiro, de pretender “desmantelar” a companhia aérea, privatizando a Azores Air Lines (responsável pelas ligações entre o arquipélago e o exterior) e despedindo vários trabalhadores.

O presidente da SATA revelou hoje que cerca de 100 trabalhadores já saíram da companhia aérea açoriana SATA desde que foi lançado o primeiro programa de rescisões, em 2020, e que outros 50 funcionários deverão sair até final de 2023.

Luís Rodrigues falava durante uma apresentação aos jornalistas do Plano de Reestruturação da SATA, que decorreu hoje na sede da companhia de aviação, em Ponta Delgada.

“Nós negociámos saídas até à data de cerca de 100 pessoas e ainda vão sair mais 50 até ao final de 2023”, declarou.

Já em maio, os deputados do BE no parlamento açoriano (António Lima e Alexandra Manes), tinham promovido um outro debate de urgência, também sobre a reestruturação da companhia aérea - que registou em 2021 um prejuízo superior a 57 milhões de euros – na altura para contestar o silêncio do Governo, relativamente a este documento.

A agenda parlamentar desta semana inclui ainda uma sessão de perguntas do PS ao Governo de coligação (PSD/CDS-PP/PPM), com resposta oral, sobre saúde mental e as dependências, que deverá ser agendado para a manhã de quarta-feira.

Os 57 deputados vão também debater propostas de quase todos os partidos com assento parlamentar, sobre temas como o subsídio de risco para as forças de segurança, os vínculos e carreiras da Função Pública, o estatuto do pessoal docente e a agricultura familiar, entre outros.

O Governo Regional leva, por seu turno, dois diplomas a plenário: um sobre o descongelamento da carreira dos técnicos de diagnóstico e terapêutica nas unidades de saúde do arquipélago, e outro sobre o regime jurídico das associações de pais e encarregados de educação das escolas.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados