Legislativas regionais

Costa Neves promete criar 14 mil postos de trabalho até 2013

Costa Neves promete criar 14 mil postos de trabalho até 2013

 

Lusa/AO online   Regional   19 de Ago de 2008, 17:02

O líder do PSD/Açores, Carlos Costa Neves, comprometeu-se a criar 14 mil postos de trabalho até 2013 no arquipélago, caso vença as eleições regionais agendadas para 19 de Outubro.
    Na apresentação da lista de candidatos pela ilha Terceira, que integra em primeiro lugar, Costa Neves adiantou que “nove mil desses postos de trabalho são para mulheres e três mil para as sete ilhas ameaçadas de desertificação”.

    “O desemprego nos Açores cresce de dois por cento em 2001 para 5,4 por cento no primeiro trimestre do corrente ano, um aumento de 50 por cento, e a solução não é investir em obras e mais obras, mas investir nas pessoas”, alegou.

    O dirigente social-democrata apelou aos açorianos para “investirem” na mudança de governo, porque “não comporta riscos, antes uma vantagem com o objectivo de mudar o actual modelo de gestão que está errado e estagnou a região”.

    “Quanto mais falam de milhões, mais pobres existem, porque os investimentos não são reprodutivos”, frisou.

    Segundo Costa Neves, a região, “desde 2000, está a receber cem mil contos por dia”, o que significa “quatro vezes mais que as regiões mais pobres da Europa”.

    “O resultado é que, na agricultura, os agricultores ganham menos, no turismo há mais camas e menos turistas, o comércio está em crise, os salários e pensões perdem valor, o desemprego está a crescer e aumentam as bolsas de pobreza”, afirmou o presidente dos sociais-democratas açorianos.

    Para o líder e candidato do PSD/Açores, tirar os problemas às pessoas significa “criar empregos, dar-lhes qualificações profissionais, dar condições para a criação de empresas, dar-lhes liberdade e sentido de responsabilidade”.

    “Temos de fortalecer a classe média e fazer com que outros ascendam a ela e oferecer-lhes também apoios sociais”, alertou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.