Coeficiente de actualização para 2008 fixado em 1,025


 

Lusa / AO online   Economia   10 de Out de 2007, 11:08

O coeficiente de actualização das rendas urbanas para 2008 foi hoje fixado em 1,025, uma medida que a Associação Lisbonense de Proprietários (ALP) considera tratar-se apenas de “uma correcção monetária” e não de um verdadeiro aumento.
    Ao abrigo do Novo Regime de Arrendamento Urbano (NRAU), o coeficiente foi fixado pelo Instituto Nacional de Estatística, mas para o presidente da ALP, Manuel Metello, não passa de uma “correcção monetária”.

    Reafirmando críticas à aplicação da nova Lei das Rendas, Manuel Metello defendeu, em declarações à Lusa, a organização dos senhorios em associações locais ou regionais para facilitar os pedidos de aumentos dos alugueres.

    De acordo com o presidente da ALP, apenas 20 ou 30 das 308 câmaras do país criaram comissões que, de acordo com a Lei, analisam os pedidos de aumento das rendas.

    Manuel Metello critica a dificuldade na constituição das comissões destinadas a reverem os valores dos alugueres, compostas por representantes das autarquias, Finanças, ordens dos Engenheiros, Arquitectos e Advogados e ainda representantes dos inquilinos e proprietários.

    A lei, referiu, é omissa quanto à forma como deve ser escolhido um representante, nomeadamente dos proprietários, razão pela qual sugere a organização dos proprietários em associações locais ou regionais.

    "Há câmaras que pedem à Associação Lisbonense de Proprietários que indique um representante local, e eu tenho dificuldade em indicar, porque não os conheço", disse à Lusa Manuel Metello.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.