Ciclista Rui Costa espera um bom resultado na Volta a Pequim


 

Lusa/AO Online   Outras modalidades   10 de Out de 2013, 09:19

O novo campeão mundial de ciclismo, o português Rui Costa, manifestou-se confiante que conseguirá um bom resultado na próxima Volta a Pequim, desdramatizando a pressão que aquele titulo poderá ter no seu desempenho.

 

"Continuo a ser mesma pessoa. O título [de campeão do mundo] não me pressiona. Pelo contrário, até me dá mais força", disse o ciclista à agência Lusa em Pequim.

A Volta a Pequim em bicicleta - um percurso de 835,5 quilómetros, dividido por cinco etapas - começa na sexta-feira com a participação de mais de 160 ciclistas, de 20 equipas.

"Entro sempre para o dar o meu melhor e espero alcançar um bom resultado", disse Rui Costa, que corre pela equipa espanhola Movistar.

Questionado sobre o que será um "bom resultado", respondeu: "Ficar entre os dez primeiros".

O ciclista português ficou em 9.º lugar na edição de 2012 da Volta a Pequim.

Rui Costa, 27 anos, sagrou-se campeão mundial de ciclismo em 29 de setembro passado, em Itália, percorrendo os 272,26 quilómetros da competição em 7 horas, 25 minutos e 43 segundos.

A Volta a Pequim em bicicleta começou a disputar-se em 2011.

"É uma prova que eu conheço bem e de que gosto", afirmou Rui Costa, numa entrevista citada no website da organização.

O alemão Tony Martin, que venceu as duas primeiras edições, é apontado como um dos favoritos.

Grande parte da prova decorrerá nos arredores de Pequim, nomeadamente no norte da cidade, de onde se pode avistar a famosa Grande Muralha da China.

Contudo, a última etapa, na próxima terça-feira, sairá da Praça Tiananmen, no centro físico e político de Pequim, e terminará junto ao Estádio Olímpico, o "Ninho de Pássaro", um dos novos ícones arquitetónicos da cidade, desenhado pelo atelier suíço Herzog & de Meron.

Sede de um município com uma área de 16.800 quilómetros e cerca de vinte milhões de habitantes, Pequim tem o estatuto idêntico ao de uma província chinesa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.