Cerca de 400 militares e Proteção Civil em simulacro catástrofe natural nos Açores

Cerca de 400 militares e Proteção Civil em simulacro catástrofe natural nos Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   20 de Set de 2018, 12:06

Cerca de 400 militares de todas as unidades dos Açores participam a partir de sexta-feira num exercício em apoio à Proteção Civil nas ilhas de São Miguel e Terceira que vai simular uma catástrofe natural no arquipélago, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o Comando da Zona Militar dos Açores adianta que o exercício Cachalote 18 decorre de 21 a 26 de setembro, inserido "no treino operacional dos militares, no cumprimento de operações de apoio civil, nomeadamente ao Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), numa situação de catástrofe ou calamidade".

O Comando da Zona Militar dos Açores explica que "o exercício baseia-se num cenário de ocorrência de uma catástrofe natural na região, em particular na costa Sul da ilha Terceira, provocada por condições atmosféricas muito adversas, que irão forçar o emprego das forças e meios da Zona Militar dos Açores, em apoio do SRPCBA, no socorro às populações afectadas".

Neste exercício serão empenhados cerca de 400 militares de todas as Unidades da ZMA (Regimento de Guarnição N.º 1, Regimento de Guarnição N.º 2 e Unidade de Apoio do Quartel-General da ZMA), acrescenta a nota divulgada.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.