Camião-cisterna derrama ácido após colisão

Camião-cisterna derrama ácido após colisão

 

Lusa / AO online   Nacional   12 de Nov de 2007, 14:26

Dois camiões chocaram na estrada entre Arronches e Campo Maior (Portalegre), estando um deles, cisterna, a derramar ácido para a via, que já foi cortada ao trânsito, revelaram os bombeiros.
O acidente aconteceu por volta das 11:30 (hora local), tendo a Estrada Nacional 246 (EN246), entre aquelas duas localidades do distrito de Portalegre, sido logo cortada à circulação rodoviária pela GNR.

"Um dos veículos pesados envolvidos no acidente é um camião cisterna que transporta um ácido denominando Nonilfenol", referiu à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre.

Segundo o CDOS, o camião-cisterna, após o embate, tombou, encontrando-se atravessado na via, e “está a derramar ácido”, embora a situação esteja “controlada”.

“A fuga é mínima, apenas pelos tampões superiores da galera, e está controlada. A equipa de bombeiros presente, com equipamento específico, está a acompanhar a situação”, disse à Lusa Rui Conchinha, segundo comandante distrital dos bombeiros.

O produto tem uma “componente corrosiva”, acrescentou, frisando que já foi estabelecido uma área de contenção, junto à viatura, para conter o “pequeno derrame”.

“Agora, temos que aguardar a chegada dos meios da empresa para proceder à operação de trasfega”, disse o segundo comandante.

A mesma fonte adiantou à Lusa que o acidente causou também um ferido grave que, entretanto, foi evacuado para o Hospital de Portalegre.

O Nonilfenol utiliza-se, sobretudo, como produto intermédio na produção de etoxilato de nonilfenol e na produção de resinas, segundo informações recolhidas pela Lusa na Internet.

Além disso, este ácido é usado igualmente como intermediário na produção de um aditivo plástico que é utilizado como estabilizador de certos polímeros, tais como o polietileno e o PVC.

Considerado um poluente ambiental, este ácido é corrosivo quando em contacto com a pele, sendo aconselhadas várias precauções para a sua remoção em caso de vazamento.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.