Legislativas regionais

BE/A alerta eleitores que "todos os votos contam" a 19 de Outubro


 

Lusa/AO online   Regional   8 de Set de 2008, 18:04

O Bloco de Esquerda/Açores alertou os eleitores do arquipélago que “todos os votos contam” para eleger deputados a 19 de Outubro, na sequência da criação do novo círculo regional de compensação.
“Ao contrário do que acontecia até há quatro anos atrás, todos os votos contam desde o Corvo até Santa Maria”, adiantou a dirigente do BE/Açores, Zuraida Soares, que se manifestou convicta que o novo círculo regional vai permitir a eleição de um deputado pelo Bloco.

    Estas legislativas regionais serão as primeiras depois da alteração da Lei Eleitoral dos Açores, que aumentou de 52 para 57 o número de deputados na Assembleia Legislativa Regional.

    A Lei criou um novo círculo eleitoral regional de compensação, com cinco deputados, eleitos com os votos que não forem aproveitados nos círculos correspondentes a cada uma das ilhas.

    Com isso, pretendeu-se melhorar a proporcionalidade do sistema, reduzindo o risco do partido mais votado em legislativas regionais não obter, porém, o maior número de lugares no parlamento açoriano.

    Com este novo sistema eleitoral, “nenhum voto se perde e todos os votos contam”, salientou a cabeça-de-lista do BE pela ilha de São Miguel e círculo de compensação, depois de ter entregue as listas de candidatos a deputados no Tribunal de Ponta Delgada.

    Segundo Zuraida Soares, para quem parece ser “evidente” a vitória do PS em Outubro, o BE/A pretende, caso chegue pela primeira vez aos Parlamento dos Açores, “confrontar o partido do Governo com as medidas que até agora não tem tomado”.

    “A nossa diferença é, sobretudo, de coragem no confronto, no debate e no contraditório, por muito pouco simpático que isso seja e doa a quem doer”, adiantou a candidata do BE/Açores, que concorre pelas nove ilhas e pelo círculo regional.

    No último dia do prazo, o Partido Democrático do Atlântico (PDA) confirmou, também, que concorre por todos os círculos eleitorais e que pretende “apresentar um programa bastante credível ao eleitorado”.

    Um bom resultado para o único partido com a sede nacional nas ilhas seria a “presença de uma voz genuinamente açoriana” na Assembleia Regional, adiantou o líder do PDA, José Ventura.

    Reconheceu, porém, que existem “lóbis bastante fortes” na política açoriana, que condicionam os resultados eleitorais dos partidos pequenos.

    As eleições regionais estão agendadas para 19 de Outubro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.