Açoriano Oriental
Assembleia Municipal de Lisboa sugere medidas extraordinárias durante Liga dos Campeões

A Assembleia Municipal de Lisboa recomendou que se pondere a possibilidade de aplicar medidas extraordinárias para o período da fase final da Liga dos Campeões, que decorrerá em agosto, para prevenir o aumento de casos de covid-19.

Assembleia Municipal de Lisboa sugere medidas extraordinárias durante Liga dos Campeões

Autor: Lusa/AO Online

“A Câmara Municipal de Lisboa deve ponderar e analisar a possibilidade de vir a solicitar ao Governo a aplicação de medidas extraordinárias que vigorem no período da fase final da Liga dos Campeões, tendo como objetivo prevenir o aumento de casos de covid-19 e a segurança dos lisboetas e visitantes”, lê-se numa recomendação apresentada pela deputada municipal do PPM Aline Beuvink e que foi aprovada por maioria.

Este ponto teve os votos favoráveis de PSD, CDS-PP, PAN, PEV, MPT, PPM e de seis deputados municipais independentes. O PS, o PCP, o BE e dois deputados municipais independentes abstiveram-se.

Na recomendação, que tinha sete pontos que foram todos aprovados por maioria, ainda que com votações diversas, é defendido que a Câmara de Lisboa deve assegurar que as entradas em Lisboa de adeptos dos clubes envolvidos na fase final da Liga dos Campeões, nomeadamente através do aeroporto Humberto Delgado, “são efetivamente controladas em termos sanitários, como, por exemplo, através do controle de temperatura, entre outras medidas”.

Na recomendação é também sugerido que a autarquia constitua uma “equipa multidisciplinar com todos os serviços do município fundamentais representados para o acompanhamento permanente” do evento e que crie “medidas efetivas de apoio aos comerciantes e empresários que necessitem para poderem corresponder adequadamente à expectável procura de tantos visitantes”.

Além disso, a Assembleia Municipal recomenda que se prepare uma campanha publicitária de boas vindas e de sensibilização para os riscos da covid-19 dirigida aos adeptos que se desloquem a Lisboa para apoiar as equipas.

A 17 de junho, a UEFA anunciou que a Liga dos Campeões, suspensa em março devido à pandemia de covid-19, seria definida através de uma inédita ‘final a oito' a realizar em campos neutros, em Lisboa, nos estádios da Luz e José Alvalade, entre 12 e 23 de agosto.

Os jogos dos quartos de final terão lugar entre 12 e 15 de agosto, enquanto as meias-finais realizar-se-ão a 18 e 19, e a final a 23.

Numa reunião realizada hoje por videoconferência, o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, reafirmou que Lisboa reúne as condições necessárias para receber a fase final da Liga dos Campeões e afastou "um plano B".

No comunicado da reunião, em que participou o primeiro-ministro, António Costa, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, e o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, é referido que o chefe do executivo salientou que estão a ser tomadas todas as medidas “para garantir que o país receberá o torneiro com condições de segurança".


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.