Açoriano Oriental
Açores com quatro ideias a votação até 22 de outubro no 'Bairro Feliz' do Pingo Doce

Os Açores têm quatro ideias no âmbito do programa 'Bairro Feliz' do Pingo Doce, que irão estar em votação até dia 22 de setembro.


Açores com quatro ideias a votação até 22 de outubro no 'Bairro Feliz' do Pingo Doce

Autor: Susete Rodrigues/AO Online

O 'Bairro Feliz' do Pingo Doce inicia este sábado, 10 de setembro, a terceira fase do programa com a abertura do período de votações, que decorre até 22 de outubro, nas mais de 440 lojas Pingo Doce aderentes, com 890 causas a votação, indica comunicado da empresa.


Entre os quatro projetos em votação nos Açores estão a aquisição de tablets para que uma escola possa redesenhar e incluir uma linguagem mais digital junto dos seus alunos, ou a substituição de artigos desportivos para crianças, que se encontram desgastados, por equipamentos novos.


A presente edição conta ainda com um pedido que visa dinamizar sessões educativas gratuitas sobre alimentação saudável, e com uma iniciativa que pretende adquirir cadeiras de rodas para emprestar gratuitamente à comunidade.


O programa está a decorrer nos Açores em duas lojas, sendo que “cada loja Pingo Doce tem duas causas a votação e irá financiar a concretização daquela que receber mais votos da vizinhança na sua loja”.

A nota de imprensa explica que os clientes Pingo Doce vão receber uma moeda do 'Bairro Feliz', por cada 10 euros em compras (máximo de três moedas por compra), que lhes permite votar numa das duas ideias, colocando essa mesma moeda no respetivo mealheiro de votação.


As causas mais votadas pela comunidade de cada 'Bairro' serão anunciadas a 22 de outubro, depois de se pesarem os mealheiros.


“Enquanto membro da comunidade, o 'Bairro Feliz' permite que vizinhos e entidades locais inscrevam ideias que gerem um impacto positivo e respondam às necessidades das populações. É por isso que encontramos uma diversidade tão rica, e que tanto nos orgulha, nas causas inscritas nas duas lojas Pingo Doce da Região Autónoma dos Açores”, refere Filipa Pimentel, diretora de Desenvolvimento Sustentável e Impacto Local do Pingo Doce, citada no comunicado.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados