Voto de protesto contra "roubo" da TAP e SATA nas sobretaxas de combustíveis


 

Lusa/AOonline   Nacional   23 de Out de 2008, 15:05

A Assembleia Legislativa da Madeira (ALM) aprovou, por unanimidade, um voto de protesto do CDS-PP contra a manutenção da sobretaxa de combustível da TAP e da SATA nas viagens aéreas para as Regiões Autónomas.
No voto de protesto lê-se que a TAP e a SATA decidiram sexta-feira passada manter em 60 euros a sobretaxa de combustível nas viagens para as Regiões Autónomas, o que "trata-se de um autêntico roubo que deve ser denunciado e castigado".

    A ALM recorda que as companhias aéreas procederam, a 11 de Julho deste ano, ao aumento de 43 por cento na sobretaxa (de 42 para 60 euros), "com o argumento de que o petróleo estava nos 150 dólares nos mercados internacionais".

    "Agora, que o petróleo está a metade do preço (75 dólares) e quando se esperava uma descida da sobretaxa de combustível, a TAP e a SATA mantêm o seu custo nos 60 euros", refere a ALM, recordando que "as duas companhias baixaram a taxa nas ligações europeias".

    Todos os grupos parlamentares da ALM acentuam que "o Governo da República não pode ficar indiferente a mais esta injusta discriminação dos cidadãos insulares".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.