Eleições

Votação de domingo deve ser decisiva para futuro da Bósnia


 

Lusa/AO online   Internacional   1 de Out de 2010, 11:38

A Bósnia vota no domingo em eleições gerais que devem ser decisivas para o futuro do país, que continua dividido entre as suas comunidades e bloqueado há quatro anos nas reformas exigidas pela União Europeia.
Cerca de 3,1 milhões de eleitores são chamados a escolher os membros da presidência tripartida do país (muçulmana, croata e sérvia), assim como os deputados do parlamento central e das assembleias das duas entidades da Bósnia, a sérvia Republika Srpska (RS) e a Federação croato-muçulmana.

Mais de 15 anos após o fim da guerra inter-comunitária de 1992-95, a campanha eleitoral ainda foi dominada entre os muçulmanos e os sérvios pela retórica nacionalista.

O primeiro-ministro da República Srpska, Milorad Dodik, deverá ser eleito sem dificuldade para a presidência da RS.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.