Valentim Loureiro diz que actual liderança do partido é "mais arejada"


 

Lusa / AO online   Nacional   18 de Out de 2007, 22:38

O presidente da Câmara de Gondomar, Valentim Loureiro, considerou hoje que, com o actual líder, o PSD fará uma oposição "mais arejada" e "activa", mas garantiu que "nada fará" para regressar ao partido de onde foi expulso.
"Não farei nada por isso. Se alguém achar que errou que corrija", disse o autarca à margem da inauguração da nova sede da Associação Industrial e Comercial de Gondomar (ACIG).

Para Valentim Loureiro, o actual PSD, com Luís Filipe Menezes na liderança, é composto por uma comissão política de "pessoas que gostam menos de teoria e mais da prática" o que, no seu entender, tem "aspectos positivos".

O autarca acredita, assim, que com Menezes se fará uma oposição "mais activa e arejada", baseada numa crítica construtiva e não "destrutiva".

"Se o maior partido da oposição conseguir fazer este trabalho, é bom para o parido, para o Governo e para todos os portugueses", concluiu Valentim Loureiro, lembrando que sempre considerou Marques Mendes como "um líder passageiro".
Valentim Loureiro foi expulso do PSD em 2005 por se ter candidatado às eleições autárquicas depois de a liderança do partido lhe ter retirado a “confiança política".
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.