Turismo subaquático cresce em todo o arquipélago

Turismo subaquático cresce em todo o arquipélago

 

Lusa/AO online   Regional   8 de Out de 2013, 10:21

O turismo subaquático está a crescer em todas as ilhas dos Açores, registando-se subidas "consideráveis" resultantes da geração de um fluxo específico de estrangeiros, disse José Toste, da Associação Regional de Turismo.

“De momento, ainda não há números oficiais que confirmem este registo, mas há o contacto com as empresas e centros de mergulho que nos revelam que, de ano para ano, tem vindo a crescer o setor, obviamente numas ilhas mais do que outras”, referiu José Toste, da Associação Regional de Turismo, uma das entidades organizadoras da Bienal de Turismo Subaquático.

A quarta edição do evento vai decorrer de 24 a 27 de outubro, na ilha Graciosa, contando com a presença de especialistas dos Açores, nacionais, de Espanha e agentes ligados ao setor.

Segundo José Toste, o objetivo é promover o encontro de vários agentes do setor para “debater as principais preocupações” e “estratégias de ação”, visando tornar o mergulho num produto com “interesse turístico” e dos principais dos Açores.

“A primeira bienal teve origem numa associação local, a Agraprome - Associação Gracioense de Promoção de Eventos, que teve como objetivo contribuir para a afirmação da ilha Graciosa como uma das principais ilhas para o mergulho nos Açores, dadas as condições que apresenta”, explicou.

José Toste referiu que em análise na próxima bienal estarão temas como o turismo e mergulho, empreendedorismo e qualidade associados ao mergulho, o mergulho como atividade sustentável e ambiente, saúde e segurança no mergulho, além de aspetos técnicos relacionados com esta atividade.

A primeira edição da Bienal de Turismo Subaquático dos Açores foi realizada de 19 a 23 de setembro de 2007 e foram então apresentadas as candidaturas das ilhas Graciosa e Corvo a reservas da biosfera da UNESCO, que foram depois aprovadas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.