Transporte de mercadorias gera queixas dos agricultores

Transporte  de mercadorias gera queixas dos agricultores

 

Lusa/AO Online   Regional   17 de Dez de 2009, 17:33

Os cancelamentos frequentes nas ligações marítimas de mercadorias entre as ilhas do Faial e do Pico, nos Açores, estão a provocar prejuízos aos agricultores e comerciantes que habitualmente utilizam este serviço de transporte.

O presidente da Associação de Agricultores da Ilha do Faial (AAIF), António Ávila, revelou que as queixas e reclamações sobre os atrasos na operação marítima têm vindo a aumentar, frisando que o navio "não tem hora para sair do Pico, nem para chegar ao Faial e vice-versa".

"Temos diariamente cerca de uma dezena de animais para mandar para abate no Pico e, muitas vezes, acabamos por ficar com o prejuízo porque o barco não vai num dia, nem no dia seguinte, nem se sabe quando vai", afirmou.

O mau tempo originou o cancelamento de duas viagens entre as duas ilhas só nesta semana, mas as condições climatéricas não são a única causa do problema, queixando-se também os utilizadores das "avarias constantes" do navio 'Lusitânia', o único que transporta mercadorias a granel entre as duas ilhas do Grupo Central.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.