Teatro no Canadá promove língua portuguesa

Teatro no Canadá promove língua portuguesa

 

Lusa/Ao online   Internacional   2 de Dez de 2018, 20:24

O grupo de teatro Alma Lusa, da Associação Portuguesa de Manitoba, em Winnipeg (oeste), estreou sábado a peça A Menina Feia, a "melhor forma de promover" a língua portuguesa no Canadá.

"Queremos promover a língua portuguesa no Canadá e nada melhor do que o teatro", disse hoje à agência Lusa Paulo Delgado, de 48 anos, o encenador do grupo.

No Canadá há oito anos, proveniente de Tomar (distrito de Santarém), o responsável pela Alma Lusa sublinhou que a criação de um grupo de teatro "com carácter regular era uma lacuna" existente na comunidade portuguesa de Winnipeg.

A peça de Manuel Frederico Pressler foi encenada sala de espetáculos da Associação Portuguesa de Manitoba, em Winnipeg.

Na primeira sessão, participaram cerca de 300 espetadores, que teve legendas em inglês, destinadas para o público canadiano.

O encenador explicou que a escolha da peça foi da sua autoria por "influências de infância".

"Quando era mais novo vi A Menina Feia na RTP, na altura com Laura Alves. Foi algo que me cativou. Em 2016 fui a Portugal, e corri meio mundo para tentar encontrar o texto. Finalmente dado a contactos, lá consegui ter acesso acesso ao texto através do grupo de teatro Palha d'Abrantes", contou.

O grupo preparou-se durante 18 meses para o espetáculo que tem a duração de 90 minutos com intervalo.

O grupo de teatro Alma Lusa, fundado em junho de 2017, é composto por 11 elementos, apenas quatro dos quais nascidos nasceram em Portugal.

Os restantes membros são lusodescendentes.

Calcula-se que existem na região de Winnipeg cerca de 20 mil portugueses e lusodescendentes.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.