Sida mata 5700 pessoas por dia

Sida mata 5700 pessoas por dia

 

Lusa / AO online   Internacional   20 de Nov de 2007, 14:22

Cerca de 6.800 pessoas ficam infectadas pelo VIH a cada dia e 5.700 doentes morrem diariamente com sida, de acordo com o relatório da ONU sobre a doença no mundo em 2007.

As estmativas indicam que este ano se registaram 2,1 milhões de mortes por sida e que 2,5 milhões de pessoas foram infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (VIH).

Entre os mortos estão 330 mil crianças com menos de 15 anos e, no total dos 2,5 milhões de novos infectados, 420 mil estão neste grupo etário.

O número de crianças a viver com sida aumentou de 1,5 milhões em 2001 para 2,5 milhões este ano, mas a quantidade de novas infecções diminuiu de 420 mil para 460 mil em seis anos.

Uma mudança na metodologia usada para fazer a estimativa do número de infectados fez baixar em 16 por cento o número de pessoas que vivem com VIH de 2006 para este ano, calculando-se que actualmente 33,2 milhões de pessoas tenham o vírus, enquanto em 2006 se apontava para 39,5 milhões.

As diferenças de números devem-se, na sua maioria, às alterações das estimativas registadas em seis países: Angola, Índia, Quénia, Moçambique, Nigéria e Zimbabwe.

A Índia foi o país que mais contribuiu para esta diminuição, devido a um maior esforço para se fazer uma estimativa correcta neste país, o que levou a que o número de casos baixasse para metade.

No Quénia e no Zimbabwe houve também um considerável decréscimo de casos da infecção por VIH, em parte devido a uma redução dos comportamentos de risco.

Globalmente, o relatório do Programa das Nações Unidas para o VIH/sida indica que a prevalência da infecção se mantém ao mesmo nível, embora o número de pessoas a viver com o vírus tenha aumentado devido a novas infecções com um tempo de vida dos doentes mais prolongado.

Verificou-se, assim, uma redução nas mortes por VIH, que se pode atribuir a um maior acesso aos tratamentos.

A África sub-saariana mantém-se como a região "mais seriamente afectada" pela doença e, segundo o documento da ONU, 76 por cento das mortes por sida em 2007 ocorreram no continente africano.

Estima-se ainda que 90 por cento de todas as crianças com VIH vivam na África sub-saariana.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.