Setúbal elimina Benfica da Taça da Liga

Setúbal elimina Benfica da Taça da Liga

 

Lusa/AO   Futebol   31 de Out de 2007, 21:32

O Vitória de Setúbal manteve hoje a invencibilidade e garantiu a passagem à fase de grupo da Taça da Liga em futebol, ao vencer em casa o Benfica por 2-1, depois de ter chegado ao intervalo a perder
O Benfica surpreendeu ao entrar em campo com muitos jogadores de características defensivas, o que parecia evidenciar alguma preocupação de Camacho com o potencial atacante demonstrado pela equipa sadina no jogo da primeira “mão” (1-1), na Luz.
Com Zoro a fazer a dupla de centrais com Luisão e Edcarlos no meio-campo, ao lado de Binya, o técnico espanhol tentava anular as investidas de Cláudio Pitbull, o melhor jogador do Vitória e verdadeiro dínamo da equipa sadina.
Mesmo assim, foi o argentino Di Maria a abrir as hostilidades no primeiro minuto, com um remate de meia distância que o guarda-redes Eduardo defendeu sem dificuldade.
Cláudio Pitbull respondeu no minuto seguinte, com um remate colocado na transformação de um livre, mas que também proporcionou defesa fácil a Butt.
Num jogo muito disputado, com algum ascendente do Vitória de Setúbal nos minutos iniciais, Pitbull, e a espaços também Matheus, não davam descanso à defensiva “encarnada”, mas o Benfica equilibrou rapidamente o jogo.
O empate que se verificava pouco antes do intervalo parecia ser o resultado justo, mas após uma jogada confusa, o árbitro Paulo Costa considerou que houve falta de Ricardo Chaves e assinalou grande penalidade, que Freddy Adu não desperdiçou.
Se a primeira parte terminou com muita contestação dos adeptos vitorianos, inconformados com a grande penalidade a favor do Benfica, pior ficou pouco depois do reatamento, quando Paulo Costa deixou passar o que pareceu ser uma falta de Luís Filipe sobre Matheus, bem dentro da grande área do Benfica. 
Já com Edinho a ponta-de-lança (saiu Paulinho, ao intervalo), o Vitória conseguiu empurrar o Benfica para o seu meio-campo, mas sem criar oportunidades de golo.
Até que, aos 68 minutos, depois de uma boa arrancada de Janício pelo flanco direito, Edinho rematou forte para uma grande defesa de Butt e Zoro aliviou muito mal de cabeça, oferecendo o golo a Matheus, que restabeleceu a igualdade.
Aos 80 minutos, Cláudio Pitbull quase dava vantagem à equipa sadina, com um remate cruzado que passou rente à barra da baliza de Butt, embora com o guarda-redes Butt a controlar o lance.
O golo que ditou o triunfo do Vitória de Setúbal surgiu após um passe de Adalto a isolar o ponta-de-lança Edinho, que rematou cruzado sem hipóteses para o guarda-redes Butt, estabelecendo o resultado final.
Nos últimos minutos, o Benfica conseguiu finalmente acercar-se com algum perigo da baliza de Eduardo, mas, apesar de construir duas boas ocasiões, não conseguiu o golo que lhe daria o apuramento.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.