Senador dos EUA esfaqueado por filho que se suicidou depois


 

Lusa/AO online   Internacional   20 de Nov de 2013, 10:24

O senador norte-americano Creigh Deeds, que foi candidato democrata a governador da Virginia em 2009, foi esfaqueado na terça-feira na sua casa pelo filho, que se suicidou depois, informou a polícia.

 

O filho, Austin "Gus" Deeds, de 24 anos, esfaqueou o pai na cara e no peito antes de se suicidar, um dia depois de ter sido submetido a uma avaliação psiquiátrica por alegados problemas mentais, de acordo com as autoridades norte-americanas.

O senador estava na noite de terça-feira internado num hospital de Charlottesville, na Virginia, em situação estável, segundo o diário Washington Post.

O jovem abandonou a universidade em outubro e na segunda-feira foi submetido a um exame psiquiátrico, mas não foi internado porque não havia camas disponíveis, de acordo com o mesmo jornal.

Deeds divorciou-se em 2010 da mulher, Pam, com quem teve Austin e outras três filhas.

O político tinha regressado na sexta-feira de uma viagem a Espanha e Irlanda com a segunda mulher, Siobhan, segundo a página desta no Facebook.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.