“Se não fosse o VAR, este título não era do Sporting”, diz Frederico Varandas

“Se não fosse o VAR, este título não era do Sporting”, diz Frederico Varandas

 

Lusa/Ao online   Futebol   27 de Jan de 2019, 02:01

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, voltou no sábado a elogiar o videoárbitro (VAR), afirmando que a equipa lisboeta só venceu a final da Taça da Liga de futebol, frente ao FC Porto, graças à presença daquela tecnologia.

A equipa ‘verde e branca’ impôs-se aos ‘dragões' no desempate por grandes penalidades, por 3-1, depois de ter empatado o jogo (1-1) aos 90+2 minutos, num penálti de Bas Dost, e o dirigente observou que o VAR mostrou novamente a sua "importância", quando o árbitro João Pinheiro o utilizou para sancionar a falta de Óliver sobre Diaby na área portista.

"Tanto barulho se fez por causa do videoárbitro e nesta final ficou patente a sua importância. Se não fosse o VAR, este título não era do Sporting. E estou a falar de um jogo com uma excelente arbitragem. É difícil ver aquele lance. Há um penálti indiscutível que o VAR assinalou. Graças a Deus que o VAR está presente", disse o presidente do Sporting, no final da partida disputada no Estádio Municipal de Braga.

Varandas salientou ainda que a conquista da Taça da Liga, a segunda consecutiva dos ‘leões’, foi o resultado da "luta", da "competitividade" e da "crença" demonstradas pelo plantel, mesmo com a ausência do treinador Marcel Keizer nos dois dias que antecederam a final, devido à morte de um familiar, a lesão de Mathieu e as fraturas no nariz que André Pinto e Petrovic sofreram durante o jogo.

"É um grupo que, apesar das suas limitações, não foi construído por esta direção, nem por este treinador. Queremos torná-lo cada vez mais forte, mas sinto um orgulho enorme, porque sei o cansaço com que eles entraram neste jogo, o que é entrar em campo com limitações, por duas lesões graves. Foram verdadeiros ‘leões’", vincou.

O responsável ‘leonino’ considerou ainda que o Sporting deu uma "lição de vitalidade e força" ao conquistar a Taça da Liga, numa fase final com as quatro melhores equipas nacionais, dedicando o título aos sócios do clube e manifestando ainda a ambição de conquistar mais.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.