Reunião de dois dias para debater crise da dívida arranca hoje em Paris

Reunião de dois dias para debater crise da dívida arranca hoje em Paris

 

Lusa/AO Online   Internacional   14 de Out de 2011, 08:29

 Os ministros das Finanças do G20 e os governadores dos bancos centrais abrem hoje em Paris uma reunião de dois dias em que vão debater formas de enfrentar a crise da dívida que ameaça a economia mundial.

O objetivo do encontro será "estabilizar a zona euro" e preparar a cimeira dos chefes de Estado e de Governo do G20 em novembro, afirmou a presidente francesa do grupo das 20 economias mais desenvolvidas do mundo.

No entanto, não se espera que do encontro de hoje saiam acordos decisivos, embora a presidência francesa não descarte a possibilidade de "alguns avanços" em temas pontuais.

Os países europeus deverão defender os esforços que fizeram para enfrentar os desafios que se colocam ao euro diante das outras economias, que lhes pedem soluções credíveis.

No último encontro do G20, que decorreu em Washington no mês passado, a Europa comprometeu-se em apresentar propostas concretas. Agora, a zona euro poderá referir que acabou por desbloquear a reforma do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF), depois de o parlamento da Eslováquia ter adotado o diploma na quinta-feira.

A reunião dos ministros coincide com a visita a Paris do presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, que se encontrará com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, para preparar a cimeira do G20 em Cannes e do Conselho Europeu na próxima semana.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.