Ambiente

Quercus apresenta proposta de "condomínio" para a Terra

Quercus apresenta proposta de "condomínio" para a Terra

 

Lusa/AO online   Nacional   8 de Set de 2008, 15:47

A Quercus/Associação Nacional de Conservação da Natureza apresenta quarta-feira na Exposição Internacional de Saragoça, Espanha, a futura “Declaração de Gaia”, que pretende mobilizar a gestão sustentada do planeta como se se tratasse de um condomínio global.
“É um processo que propõe organizar a vizinhança global como num prédio. Se ninguém cuidar do telhado, por exemplo, todas as fracções ficam comprometidas”, disse à Agência Lusa Paulo Magalhães, da Quercus.

    Este projecto de criação de um “condomínio da Terra” começou a ser desenhado há cerca de um ano e meio pela Quercus, já se estendeu ao Brasil e agora a Espanha, e irá culminar na assinatura da "Declaração de Gaia", a 22 de Abril de 2009, em Vila Nova de Gaia.

    Um dos objectivos da proposta de texto da futura "Declaração de Gaia" é “valorizar economicamente os serviços vitais de interesse comum, realizados pelos ecossistemas e que ultrapassam os limites das soberanias estaduais”.

    A "Declaração" propõe, também, a compensação económica de “quem promove, a nível individual, colectivo ou dos estados, a conservação/recuperação de ecossistemas e dos serviços de interesse comum que eles prestam”.

    A "Declaração de Gaia" pretende “atingir objectivos não só de conservação da natureza e fomento dos serviços ecológicos, mas também de maior justiça social entre quem cuida de ecossistemas e quem os usa para lá dos limites equitativos”.

    A Expo 2008 reúne até domingo 105 países num recinto de 25 hectares junto ao rio Ebro, sob o lema “Água e desenvolvimento sustentável”.

    O pavilhão de Portugal aborda a relação hídrica com Espanha e os rios transfronteiriços, Tejo, Douro e Guadiana, que são simultaneamente as maiores bacias hidrográficas nacionais.

    O espaço português foi visitado por mais de 700 mil pessoas, desde o início do evento, a 14 de Junho, mais 100 mil que a previsão inicial.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.