Bolsa

PSI 20 avança 0,09% puxado pela PT


 

Lusa / AO online   Economia   4 de Dez de 2009, 16:43

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI 20, encerrou esta sexta-feira a subir 0,09 por cento para 8.376,39, puxada pelos ganhos superiores a 1 por cento da PT e em sintonia com a Europa.
Dos 20 títulos que compõem o índice de referência, nove subiram, dez desceram e um permaneceu inalterado face à cotação da véspera, numa sessão de fraca liquidez em que trocaram de mãos cerca de 32 milhões de acções, no valor de 84,3 milhões de euros.

A liderar as subidas estiveram a Semapa, que avançou 1,81 por cento para 7,64 euros, e o 'peso pesado' PT, que subiu 1,29 por cento para 8,60 euros.

Do lado das descidas, destaque para a EDP Renováveis, que cedeu 1,29 por cento para 6,50 euros, e para a Sonaecom, que perdeu 1,02 por cento para 1,83 euros.

A puxar o PSI 20 para terreno positivo estiveram a EDP, o BCP e a PT.

A operadora liderada por Zeinal Bava avançou 1,29 por cento para 8,60 euros.

O restante sector das telecomunicações encerrou 'no vermelho'. A Sonaecom deslizou 1,02 por cento para 1,83 euros e a Zon cedeu 0,57 por cento para 4,31 euros.

Na energia, a EDP valorizou-se 0,61 por cento para 3,09 euros, a REN avançou 0,16 por cento para 2,98 euros e a Galp ganhou uns ligeiros 0,04 por cento para 11,97 euros.

A contrariar o sentimento do sector esteve a EDP Renováveis, que deslizou 1,29 por cento para 6,50 euros.

Na banca, o BCP avançou 0,11 por cento para 0,88 euros, enquanto o BPI e o BES encerraram em terreno negativo.

O banco liderado por Ricardo Salgado caiu 0,08 por cento para 4,62 euros, enquanto o banco presidido por Fernando Ulrich deslizou 0,22 por cento para 2,24 euros.

Nota para a Cimpor, que recuou 0,88 por cento para 5,05 euros, um dia depois de a empresa ter anunciado que o actual presidente, Ricardo Bayão Horta, vai também exercer o cargo de administrador-executivo da cimenteira.

Na Europa, os mercados encerram com ganhos mais expressivos do que Lisboa, depois de a taxa de desemprego dos Estados Unidos ter descido de forma inesperada.

Os ganhos oscilaram entre os 1,32 por cento de Paris e os 0,09 de Lisboa.

O índice Euronext 100 avançou 1,14 por cento para 669,18 pontos e o índice DJ Stoxx 50 ganhou 1,32 por cento para 2.530,07 pontos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.