Primeiro-ministro entrevistado hoje por 20 portugueses em programa da RTP


 

Lusa/AO Online   Nacional   9 de Out de 2013, 08:36

O primeiro-ministro vai ser entrevistado,esta quarta-feira, no programa da RTP "O Paí­s Pergunta", por 20 portugueses selecionados por empresas de estudos de mercado, de forma a constituírem uma amostra da sociedade portuguesa.

 

O programa, que foi adiado para depois das eleições autárquicas depois de uma polémica que motivou queixas na Comissão Nacional de Eleições (CNE), será emitido após o telejornal e terá a duração de uma hora e meia.

Os 20 cidadãos escolhidos por duas empresas de estudo de mercado para serem representativos do país, em termos etários, regionais, profissionais ou socioeconómicos, farão perguntas escolhidas por si e estarão em estúdio com o primeiro-ministro e líder do PSD, Pedro Passos Coelho.

O programa será moderado pelo jornalista Carlos Daniel, que fará o reforço das questões, caso seja necessário.

A entrevista a Pedro Passos Coelho esteve inicialmente marcada para antes das autárquicas de 29 de setembro, mas logo no início desse mês PS e PCP apresentaram queixas à CNE por considerarem que a RTP não estava a garantir a igualdade de tratamento entre os líderes político-partidários ao ter combinado transmitir o programa antes das eleições.

Na altura da polémica, o programa acabou por ser adiado porque o próprio primeiro-ministro declinou o convite para participar.

Em declarações à Lusa no fim-de-semana, o diretor de informação da RTP adiantou que já voltou a convidar o líder do PS, António José Seguro, para também ser entrevistado por 20 portugueses, em data a acertar.

"É um modelo que faz sentido para quem governa ou para quem está na primeira linha da sucessão da governação. É essa a nossa visão editorial", disse Paulo Ferreira, confirmando que não pretende alargar o programa a outros líderes partidários.

Entretanto, já esta segunda-feira o PCP anunciou que vai apresentar queixa à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e promover uma manifestação junto aos estúdios da Valentim de Carvalho, em Paço d'Arcos, nesta primeira entrevista reclamando "tratamento igual" ao que será dispensado ao primeiro-ministro.

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.