Saúde

Portugal mantém a maior taxa de tuberculose da UE

Portugal mantém a maior taxa de tuberculose da UE

 

Lusa / AO online   Nacional   9 de Out de 2009, 10:23

A incidência da tuberculose em Portugal continua a baixar sustentadamente, embora o país continue a ter, juntamente com a Espanha, a mais elevada taxa da União Europeia (UE), disse esta sexta-feira à Lusa o especialista Ramalho de Almeida.
O médico, que é assessor da Direcção-geral de Saúde e supervisor da luta contra a tuberculose na região Norte, falava à margem do IX Encontro Nacional de Infecciologia que hoje se está a realizar no Porto, numa iniciativa do Hospital Joaquim Urbano.

Ramalho de Almeida considera que esta situação se deve ao facto de "em Portugal a tuberculose ter começado a ser controlada mais tarde do que na generalidade dos restantes países da União Europeia".

"O trabalho de combate à tuberculose está a evoluir bem, no entanto as nossas equipas estão a actuar nos limites, quanto aos recursos humanos disponíveis. Se houver qualquer diminuição todo o esforço poderá ser comprometido", alertou.

O especialista referiu que em 1995 a taxa de tuberculose em Portugal era mais do dobro da actual, situando-se nos 55,6 casos por 100 mil.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.