Portsmouth queria adversário "mais fácil"

Portsmouth queria adversário "mais fácil"

 

Lusa/AO online   Futebol   12 de Set de 2008, 16:55

Os responsáveis do Portsmotuh, clube da liga inglesa e próximo adversário do Vitória de Guimarães na primeira eliminatória da Taça UEFA, elogiaram a qualidade da equipa minhota e afirmaram preferir “uma equipa mais fácil”.
Em declarações publicadas no site vitoriano, o director de comunicação do Portsmouth, Gary Double, afirmou que “quando se realizou o sorteio”, o seu clube sabia que “o Vitória tinha falhado por pouco o apuramento para a Liga dos Campeões e em condições muito controversas (golo mal anulado em Basileia, sobre o final)”.

    “Também por isso, percebemos imediatamente que se tratava de uma boa equipa, que era preciso respeitar. Nós tínhamos a esperança de que nos pudesse calhar uma equipa mais fácil”, admitiu o dirigente.

    Gary Double confidenciou que já falou sobre esta eliminatória com o internacional português Pedro Mendes, antigo jogador do Vitória de Guimarães e do Portsmouth e que se transferiu no último defeso para o Glasgow Rangers, da Escócia.

    “Por causa do Pedro (Mendes), há muito tempo que sabemos muito bem quem é o Vitória, um dos clubes mais importantes de Portugal. Ele sempre falou do clube de uma forma afectuosa, com muito calor, e já nos avisou que será uma eliminatória muito discutida. É disso que estamos à espera”, frisou.

    Segundo Gary Double, o treinador Harry Redknapp ordenou acções de “espionagem” aos seus colaboradores.

    “O Vitória de Guimarães é um adversário de respeito, de enorme qualidade e por isso não seremos apanhados desprevenidos. Toda a gente neste clube está impressionada com a qualidade do futebol português e do vosso campeonato e, em particular, com a qualidade do Vitória, reconhecidamente uma das maiores potências da liga portuguesa”, disse.

    Para o clube inglês, esta é a estreia nas competições europeias, mas no seu plantel são vários os jogadores internacionais, casos de David James, Sol Campbell, Glen Johnson, Peter Crouch e Jermain Defoe, do francês Lassana Diarra, do islandês Hreidardsson, dos nigerianos Utaka e Kanu e do senegalês Boba Dioup.

    Para Gary Double, o Portsmouth tem “jogadores que sabem o que é jogar ao mais alto nível” pelo que “a Taça UEFA é uma novidade para o clube, mas é apenas mais um passo na carreira destes jogadores”.

    O jogo da primeira “mão” da primeira eliminatória da Taça UEFA realiza-se quinta-feira, em Portsmouth, cidade portuária do sul de Inglaterra, com início às 17:00.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.