Porto das Velas reaberto após ter sido identificados os contentores afundados


 

Lusa/AO Online   Regional   26 de Fev de 2019, 15:33

O Porto das Velas, nos Açores, foi reaberto esta terça-feira à navegação, depois de ter estado encerrado três dias a navios superiores a dois metros, devido à queda de quatro contentores, na sequência da passagem da depressão Kyllian.

“Acaba de ser reaberto à navegação, sem restrições, pela Autoridade Marítima, o Porto de Velas, na ilha de São Jorge”, adiantou a empresa Portos dos Açores, que gere aquele porto, em comunicado de imprensa.

A depressão Kyllian provocou, no passado fim de semana, agitação marítima, ventos fortes e precipitação nos Açores, com mais de uma centena de ocorrências registadas pela Proteção Civil.

No Porto das Velas, “ocorreram galgamentos do molhe-cortina e do cais, provocando o arrastamento para o mar de quatro contentores que se encontravam estacionados em terrapleno, dois dos quais viriam a afundar-se na baía local”, no sábado.

A Capitania do Porto da Horta, que superintende aquela infraestrutura portuária, determinou, no domingo, a interdição da navegação a “embarcações e navios com calado igual ou superior a dois metros".

Ainda no domingo, a Portos dos Açores conseguiu “recuperar para terra um contentor frigorífico, que havia sido deslocado, à superfície do mar, até à entrada da Marina de Velas”.

No dia seguinte, a empresa desenvolveu “trabalhos de sondagem com equipamento próprios” para “apurar a localização exata dos contentores afundados”, “tarefa que foi concluída, com sucesso”.

Ainda assim, segundo a Portos dos Açores, “por precaução e considerando a necessidade de garantir a segurança da navegação de embarcações e navios, e para salvaguardar a vida humana, foi mantido, desde domingo, o condicionamento de acesso àquele porto, determinado pela Autoridade Marítima”.

Com a melhoria das condições do mar, esta manhã, “foi confirmada, através de contacto visual estabelecido com recurso a mergulhos subaquáticos, a posição daqueles dois contentores no fundo da baía das Velas, em localizações e profundidades que não afetam minimamente as operações de tráfego de navios”, o que levou à reabertura do porto.

A Portos dos Açores acrescentou que irá “prosseguir, no imediato, com todas as diligências no sentido remover do mar os dois contentores afundados, bem como um terceiro contentor que se encontra estabilizado no enrocamento exterior do molhe de proteção da Marina de Velas”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.