Açoriano Oriental
Suspeito do tiroteio em Bruxelas foi morto pela polícia

O suspeito da morte de dois cidadãos suecos em Bruxelas, na segunda-feira, foi morto a tiro pela polícia e a arma que terá sido usada pelo agressor foi recuperada, disse a ministra do Interior belga, Annelies Verlinden.

Suspeito do tiroteio em Bruxelas foi morto pela polícia

Autor: Lusa/AO Online

A ministra belga declarou à rádio VRT: “temos uma boa notícia, nós encontrámos o homem”.

Anteriormente, um porta-voz do Ministério Público federal belga declarou que a polícia tinha "neutralizado" um homem suspeito de matar dois cidadãos suecos num atentado em Bruxelas na segunda-feira à noite.

Vídeos amadores publicados nas redes sociais sobre o ataque de segunda-feira mostraram um homem vestido com um colete laranja fluorescente a subir numa motorizada, sacando de uma arma grande e disparando contra os transeuntes.

As autoridades belgas procuravam um suspeito de extremismo tunisino, de 45 anos, conhecido da polícia e que vivia ilegalmente na Bélgica.

"Este ataque terrorista abala os alicerces das nossas sociedades pacíficas", disse o primeiro-ministro belga, Alexander De Croo, numa conferência de imprensa ao início da manhã, na qual começou por enviar, em nome da Bélgica, as "mais sinceras condolências ao povo da Suécia".

“Ontem [segunda-feira] à noite, três pessoas saíram para o que deveria ser uma maravilhosa festa de futebol. Dois deles perderam a vida num ataque terrorista brutal”, disse o primeiro-ministro.

Duas pessoas morreram baleadas e uma outra ficou ferida na segunda-feira à noite, no dia em que as seleções nacionais de futebol da Bélgica e a da Suécia jogavam em Bruxelas.

O encontro não recomeçou depois do intervalo.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados