Açoriano Oriental
Pesca de goraz e de peixe-espada preto reduzida nos próximos dois anos
A quota de pesca do goraz vai descer 51% nas águas continentais e 25% nas das regiões autónomas, enquanto a captura de peixe espada preto na Madeira cai 10% em 2015/2016, acordaram os ministros das pescas da UE.
article.title

Foto: SXC
Autor: Lusa/AO Online

 

Na sequência do acordo alcançado segunda-feira à noite em Bruxelas, os totais admissíveis de captura (TAC) para espécies de profundidade como o goraz levam um corte de 51% (contra uma proposta de menos 62% avançada pela Comissão Europeia) nas águas continentais portuguesas e de 25% (menos 34% na proposta inicial) nas das regiões autónomas.

Também as capturas de peixe-espada preto na Madeira foram reduzidas para os próximos dois anos em 10% e as capturas de lagartixa-da-rocha em 20% e as de lagartixa de cabeça áspera em 10%, nas águas territoriais.

O acordo político para as capturas de espécies de águas profundas foi alcançado na segunda-feira à noite, num Conselho de Ministros das Pescas da UE em que Portugal esteve representado pelo secretário de Estado dos Assuntos Marítimos, Manuel Pinto de Abreu.

As propostas de Bruxelas são apresentadas com base em pareceres científicos sobre os estados dos 'stocks' das espécies em causa nas diferentes zonas de pesca.

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.